A ESPERANÇA


Cataclismos naturais são fenômenos observados pelos seres humanos desde às épocas mais remotas da nossa civilização.
Mais recentemente, terremotos, maremotos, tsunamis, vulcões em erupção trouxeram muitas tragédias à população de nosso planeta.
Acontecimentos no Haiti, no Chile, no Rio de Janeiro, dentre outros lugares na Terra, deixaram milhares de mortos e desabrigados. Há esperança para o nosso planeta ?
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) há milhões de pessoas que padecem de fome (desnutrição e subnutrição) em todos os cantos da Terra. Pessoas com baixo poder aquisitivo que vivem abaixo da linha da miséria. Há esperança para os pobres de dinheiro ?
As crises econômico financeiras, políticas mostradas, diariamente, pela imprensa assustam a todas as pessoas permitindo o aparecimento de transtornos de toda sorte.
Há esperança para todos nós ?

Há esperança, sim !
Apesar de sermos, hoje, 7 bilhões de seres humanos nesse planetinha chamado Terra. Com todas as nossas necessidades, dificuldades, carências; nossos problemas, nossas crises.
E onde está a esperança ?
Na tecnologia, na educação, na religião, na política, na ciência ?
Particularmente, não acredito que a esperança esteja a esse nível de indagação.
De todas as crises que o ser humano já passou a maior de todas é a que acontece atualmente. É a crise existencial.
Estamos tão ávidos por conhecimento tecnológico, tão preocupados e ocupados com nossos compromissos financeiros e, além de tudo, tão envolvidos em nossas rotinas diárias que não achamos tempo (?) para fazermos uma reflexão espiritual.
Vivemos uma vida em que enxergamos com venda nos olhos ? Pensamos com o cérebro cheio de teias de aranha ? Não conseguimos olhar para o alto porque estamos fincados na terra ? Roubaram e continuam a roubar os verdadeiros valores espirituais ?
Com tudo isso (caso seja verdade) perdemos ter paz e alegria em nosso existir ?
Precisamos continuar tendo fé, esperança e amor. Virtudes que, com certeza, abrirão, ainda mais, as portas da felicidade humana.
Não esqueçamos : ” a esperança no Senhor é a âncora de nossas vidas “.
Sem esperança não temos ideais, sonhos e nem futuro. Que o desespero não tome o lugar da esperança. Que o otimismo não seja suplantado pela inércia da acomodação e nem pela estagnação na busca pelos objetivos de vida de cada um de nós.
Quantas pessoas buscam paz e quietude para suas angústias; seus problemas (os mais variados possíveis) que são carregados por décadas, às vezes. Quantos jovens almejam melhorar seu mundo interior !
Sobrecarregados pela ansiedade não nos damos conta de que não vivemos a vida que desejamos para nós e para nossos entes queridos. É preciso acreditar que há esperança.
Que somos capazes de vencer o medo, a raiva, o rancor, o ódio, a desesperança.
Jesus dizia que ” devemos buscar o Pai dentro de nós e não fora de nós”. Acreditando no Mestre entendemos que a centelha divina está dentro de nós. É mister afirmar aqui o que está escrito em Filipensis :” tudo posso Naquele que me fortalece “.
Digo sempre que é necessário enxergar a vida da maneira mais simples possível. Há esperança ? Claro que sim. Esperança no amor que Krishna, Buda e, principalmente, Jesus nos ensinaram ao longo de suas vidas. Não sou religioso. Acredito em Deus e em Jesus, que é meu ídolo. Não só em suas ações mas no conhecimento espiritual que nos deixou como legado. Ele falava que ” o amor é a única moeda que não é falsificável no universo”.
Viver na ilusão de que somos felizes quando ” somos alguém na vida “. Que os bens materiais são, de verdade, a busca maior de cada um de nós. Que valemos pelo que temos e não pelo que somos.
Algumas pessoas e o mundo, de uma maneira geral, pensam que estamos à beira do precipício. Nada mais enganador. Estamos sim, talvez, às vésperas do surgimento de uma nova era para a raça humana.
Acreditamos que “algo” possa surpreender a trajetória desse debacle humano ? Os sistemas filosóficos, políticos fracassaram na melhoria de vida dos humanos. A tecnologia nos deu mais conforto, mais longevidade; mandou sondas e naves ao espaço sideral. Tudo isso evita que milhões de pessoas passem fome em todo o planeta ? Que milhares de pessoas fujam de seus lares por ações terroristas ? Que a violência urbana esteja mais exacerbada nas médias e grandes cidades ? Que as crianças não tenham educação regular e não disponham de atendimento de saúde com dignidade, respeito e humanidade ? Que mulheres e idosos não sejam vítimas de agressão por ignorância espiritual ? NÃO, não evitou essas barbaridades em pleno século XXI.
O que, então, pode evitar todas essas mazelas ?
O AMOR. Somente o amor verdadeiro pode eliminar todos os problemas humanos.
O amor que Jesus veio nos ensinar como fundamento maior do nosso existir.
A esperança está no amor !

Anúncios

A VOLTA


Como prometi dias atrás estou retornando a escrever no meu Blog da Luz.
Observei, ao reler as matérias e comentários publicados, que pude contribuir para reflexão de temas sociais, psicológicos, espirituais, filosóficos, etc.
Aprendi, ensinei.
Quero continuar contribuindo com meu conhecimento e assimilando conhecimentos de outras pessoas.
Quero voltar a “passear” pelo mundo, ” percorrer” campos, vales, planícies, montanhas, rios, mares e oceanos da mente humana.
Tirar a venda dos olhos, as teias de aranha do nosso cérebro e praticar, cada vez mais, o ensinamento do Mestre : “quem tiver olhos que veja, quem tiver ouvidos que ouça…”.
Procurar a “atualização” de conhecimentos tão “antigos” mas, infelizmente, não praticados por essa sociedade “tão moderna”. Fico boquiaberto como frases-chavão citadas por um ou outro “filósofo” moderno tem tanta aceitação pelas pessoas que as curtem com sofreguidão !!
Até logo !

INDICAÇÕES LITERÁRIAS


Algumas pessoas me pediram a indicação de alguns livros o que faço, abaixo, com os títulos e autores de alguns livros que já li e gostei imensamente dos conhecimentos que foram abordados pelos escritores.

DAN BROWN

. O Código Da Vinci

. Fortaleza Digital

. Anjos e Demônios

. Ponto de Impacto

DAN BURSTEIN

. Os Segredos do Código

DAN BURSTEIN e ARNE DE KEIJZER

. Os Segredos de Anjos e Demônios

J. J. BENÍTEZ

. Operação Cavalo de Tróia (volumes de 1 a 8)

. Os Astronautas de Yaveh

. O OVNI de Belém

. Os Visitantes

. Operação Glória da Oliveira

BERNARD CORNWELL

. A busca do Graal (Livro 1)  –  O Arqueiro

. A busca do Graal (Livro 2)  –  O Andarilho

. A busca do Graal (Livro 3)   –  O Herege

GERALD MESSADIÉ

. O Enigma Maria Madalena

JOHN SACK

. A Conspiração Franciscana

HENRI LOEVENBRUCK

. O Testamento dos Séculos

JAMES ROLLINS

. A Nova Traição de Judas

DAVID GIBBINS

. O Último Evangelho

MICHEL BENOIT

. O Segredo do Décimo Terceiro Apóstolo

LEVI H. DOWLING   (transcitos dos Anais de Akasha)

. Evangelho de Jesus, O Cristo, para a Era de Aquário

ERICH von DANIKEN

.  Crepúsculo dos Deuses

MARIA HELENA DE OLIVEIRA TRICCA  (c0mpilados por)

. Apócrifos – Os Proscritos da Bíblia

EDUARDO SPOHR

. A Batalha do APOCALIPSE

HELENA PETROVNA BLAVATSKY

. A Doutrina Secreta  (volumes I a VI)

ALVIN TOFFLER

. A Terceira Onda

TAMI SIMON, GREGG BRADEN, PETER RUSSEL e outros

. O Mistério 2012  –  Predições, Profecias e Possibilidades

LAWRENCE E. JOSEPH

. O Dia Seguinte  –  Apocalipse 2012

Acredito que possa ter contribuído, por enquanto, para uma leitura agradável (se ainda não fizeram com os livros citados) das pessoas que me solicitaram essas indicações literárias.

REFLEXÕES


Facebook fechado, bloqueado. De repente, facebook aberto… mensagens !? Se vê “amigo comum” (“já desaparecido” ?), orações, devidamente endereçadas a alguém.

Julgamentos da própria consciência; conceitos, pré-conceitos. E aí pessoas esquecem que nem sempre o que nos passaram é verdadeiro. Muitas informações advêm dos pais, familiares, amigos e, na maioria das vezes, são fruto do imaginário popular. Jogá-las, simplesmente, para o alto por que não têm valor ? Claro que não.

Deve-se, todavia, avaliá-las, analisá-las com a mente aberta. Tirando as vendas dos olhos e as teias de aranha que “oprimem” o cérebro e embotam a consciência. Viver; morrer. Juventude; velhice. Disse, assim, um sábio: ” se não soubesses quantos anos tem, qual seria tua idade ?”. Idade cronológica. Conheço jovens que são velhos e velhos que são jovens.  

Muitas pessoas se colocam na posição de Deus quando acreditam que algo ou alguém terá um fim próximo porque essa coisa ou essa pessoa já tem bastante tempo de história. Ledo engano. A vida é bela e só fenece para aqueles que não acreditam, realmente, em Deus. Então, é melhor viver de forma atribulada por longo tempo do que viver feliz por pouco tempo (?).

Como viver feliz com alguém quando se quer escamotear a verdade bloqueando informações contidas nos “facebooks” da vida ? Privacidade ? Como dizem, ridículo !! Conversar com alguém sem que outra pessoa saiba porque não é conveniente ? Isso não é lealdade, não é fidelidade. Quem faz isso, faz porque, provàvelmente, quer continuar mantendo amizade com “amigo comum” que não tinha “importância”.

Verdade é a pessoa “de peito aberto” enfrentar o mundo por alguém. Verdade é assumir que foi engodo; que não foi verdadeiro. Quem assim procede deve assumir o risco de, mais cedo ou mais tarde, ter a máscara caída diante da inexorável realidade da tristeza do julgamento de outrem (mesmo que isso não tenha tanta importância). Que se queira que o tempo retroceda é, no mínimo, falta de juízo de valor adequado. Que se mate o casulo antes da borboleta mostrar sua extraordinária beleza é, talvez, o embrião de uma “sacrossanta” ignorância (?!?). Não, não creio.

Admitir que  se queira, verdadeiramente, alguém é o princípio de querer bem; de sentir vontades, de estreitar laços, de estar presente, mesmo, com as distâncias geográficas. O resto é balela e “o pior cego é aquele que não quer enxergar”. Porém, um dia a luz se faz presente e a escuridão desaparece e, nesse momento, lá no fundo o arrependimento vem, mas já é tarde. A sombra já não existe mais. O inverno chegou e as sementes começam a germinar para brotarem com mais vigor em uma primavera florida com as mais diversas nuances e matizes das flores a exalar o perfume de uma nova aparição.

Que tais reflexões possam ajudar pessoas que se deparam com obstáculos “intransponíveis” (que estão dentro de si mesmas) e facilitem análise mais apurada dos acontecimentos de sua vida. Quem sabe a saudade não seja tão dolorida para outras pessoas. Deus é tudo !

Pessoas vem, pessoas vão. Cabe, a cada um, saber separar “o joio do trigo”. Ninguém tem culpa dos problemas de outras pessoas. Nós, enquanto, psiquiatras, sabemos como é difícil para essas pessoas admitirem suas verdades. Até porque ninguém muda alguém; só quando a pessoa deseja e quer essa mudança.

Mais uma vez, ressalto : que estas poucas e despretenciosas linhas possam ajudar alguém. Se não conseguir o intento de proporcionar reflexão que, pelo menos, seja perdoado pela falta de um conhecimento mais apurado sobre o assunto.

 

PAI NOSSO (Jesus, de Nazaré)


Pai nosso…

( Porque Ele nos criou, em verdade, com a onda que, sem desprender-se, desprende-se do mar… )

Que estais no céu…

( No céu do coração. )

Santificado seja o Teu nome…

( Santificado, não só porque a lei ordena. Santificado porque nunca dorme. Santificado porque nunca fere. Santificado porque sorri ante os problemas de todos nós. )

Venha a nós Teu reino…

( O reino do nosso Pai é o da beleza visível e invisível: a que se avizinha debaixo da justiça; a que se sustém por um beijo de amor; a dos seres que jamais reclamam; a que agracia o mundo com suas colheitas; a que concede antes que os lábios se abram para rogar.)

E faça-se Tua vontade na terra e no céu…

(Fazer a vontade do Pai – sempre, a cada instante, ainda que não a entendamos – é o pequeno grande segredo para viver em paz.)

O pão nosso de cada dia dá-nos hoje…

( O Pai é sábio. Conhece cada um de seus filhos por seu nome. E dispõe de todo o necessário para que, em forma de trabalho, de sorte ou casualidade, nenhuma só de suas criaturas fique desamparada. A cobiça, a ambição e a usura não são apenas erros que praticam os seres humanos. São uma estupidez, muita própria dos que esqueceram ou nunca souberam que têm um Pai…imensamente rico.)

E perdoa as nossas dívidas.

( Sobretudo as que ninguém conhece )

E não nos deixeis cair em tentação…

( Não na tentação de violar o sábado ou as quase sempre interesseiras leis dos homens. Melhor é dizer : “não nos deixes cair na tentação de esquecer-te, Pai do céu. ” Se o pior dos erros é menosprezar ou ignorar os que nos deram a vida terrena, que classe de afronta seria renunciar ao Pai dos pais ?

CAUSAS X EFEITOS


“Inversão de causa e efeito é uma falácia. Consiste em dar como causa de uma coisa aquilo que é na verdade seu efeito.

Exemplo: a propagação da SIDA foi provocada pela educação sexual.

Na verdade, foi exatamente o contrário. A epidemia de SIDA levou ao incremento da educação sexualcomo forma de prevenção.”

As pessoas, hoje, mais do que antes, vivem a exprimir como causa aquilo que, na verdade, é efeito. Analisam, julgam, debatem, discutem, enfim, dialogam sem fundamentação apropriada a respeito dos mais diversos assuntos relativos à vida humana.

A política não presta, o trânsito está doido e tantas e tantas afirmativas supostamente verídicas ditas por pessoas das mais diversas classses sociais c0m 0s mais diferentes níveis econômicos e de escolaridade. Palavras são ditas para exprimirem sentimentos, emoções, considerações, etc. Nós as dizemos de maneira tranquila ou de irritabilidade, de forma serena ou intempestiva, com suavidade ou explosivamente. Mas, no fundo, queremos que os nossos argumentos prevaleçam ante outra pessoa.

Mentimos como se estivéssemos falando a verdade; agimos com agressividade para contrapor, muitas vezes, o nosso erro ou escamotear aquilo que praticamos e desejamos não ser de conhecimento alheio. Usamos, enfim, de todos os meios para não revelarmos a causa verdadeira de nossas ações.

Vivemos, todavia, com o medo constante da perda. Seja ela de cunho afetivo, profissional, economico, financeiro ou, o que é pior, de fôro íntimo (quando não desejamos ser descobertos pela mentira que não nos permitiu falar a verdade).

Ouvi, hoje, na televisão uma atriz famosa falar que a vida é simples e que nós a tornamos difícil. Lembrei que falo isso há mais de trinta anos. Lembro que continuo falando que a vida é simples e não complexa. Já fui chamado de piegas, pueril e dono da verdade só porque concebo que através da simplicidade conseguimos elaborar análises e avaliações reais sobre os mais diversos conceitos de vivência humana.

Quanta ilusão pensarmos que as mentiras prevalecem sobre as verdades. Causas são causas; efeitos são efeitos. Quando confiamos em pessoas tudo se resume em aceitarmos palavras e atos como verdadeiros. Se assim fazemos é porque amamos essas pessoas e até que demonstrem o contrário as aceitamos como íntegras, honestas, leais, fiéis.

 

O INESPERADO


Todos nós, humanos, nos deparamos, diàriamente, com dificuldades, as mais diversas, sejam no campo pessoal, profissional, social. Os contratempos tomam dimensão maior do que realmente são quando não sabemos distinguí-los de pequenos sofrimentos. Isso nos leva a passar, muitas vezes, o dia todo a resolver situações que, no frigir dos ovos, só desgastam nossa energia, nossas relações interpessoais.

Somos sujeitos de nossa própria felicidade. Despertemos nossa sensibilidade, desenvolvamos hábitos sadios e positivos; que se possa compreender falhas e erros. Olhemos a vida com menos críticas, julgamentos, exigências e, quem sabe, possamos  desfrutar de momentos mais felizes.

O ser humano foi aquinhoado por Deus com uma natureza essencialmente boa. Seguindo esse princípio o ser humano alcança uma inocência que, comparativamente, relembra as palavras de Jesus : “Deixai vir a mim as criancinhas pois é delas o reino dos céus”.O bem que é feito sem intenções de receber vantagens ou recompensas sempre traz sucesso e permite o favorecimento da perseverança.

“Os impulsos primordiais do coração são sempre benéficos”. ” Todo trabalho deve ser realizado por seu intrínseco valor, de acordo com o momento e as circunstâncias, e não com vistas ao resultado. Assim, qualquer trabalho frutificará, e tudo aquilo que se empreender terá sucesso “.

Todavia, algumas vezes, o infortúnio acontece sem que alguém tenha culpa . Também, não se pode esquecer que não perdemos o que é verdadeiramente nosso, nem mesmo se o jogamos fora. Assim sendo, não devemos ficar angustiados e devemos permanecer fiéis à nossa própria essência sem dar ouvidos a pessoas que nem merecem a nossa amizade muito menos a nossa confiança.

Se males inesperados procedem do exterior, se não têm origem na natureza do ser humano, não devemos recorrer a meios externos para eliminá-los; com diálogo, com humildade poderemos solucioná-los sem perda do bem maior que Deus nos deu, o amor.

Se, ainda, não chegou o momento apropriado do sucesso e do progresso devemos esperar com tranquilidade o que a natureza, por certo, nos proporcionará desde que tudo se faça sem segundas intenções. Não sejamos opositores do destino. Sejamos pacientes nessa espera e tudo o que queremos acontecerá segundo as forças do universo.

O inesperado é a própria vontade de nosso Pai maior.

Felizes os que podem compreender, perdoar. Amor, compreensão, discernimento; volto a ressaltar as palavras de Jesus. Ele, também, nos ensinou que devemos viver “o aqui e agora”. As forças do Universo conspiram a favor de quem tem o bem dentro de si.

O inesperado…

SOMOS FELIZES PROFISSIONALMENTE ?


A felicidade é um estado durável de plenitude, satisfação e equilíbrio físico e psíquico, em que o sofrimento e a inquietude estão ausentes. Abrange uma gama de emoções ou sentimentos que vai desde o contentamento até a alegria intensa ou júbilo. A felicidade tem, ainda, o significado de bem-estar espiritual ou paz interior. Existem diferentes abordagens ao estudo da felicidade – pela filosofia, pelas religiões ou pela psicologia. O homem sempre procurou a felicidade. Filósofos e religiosos sempre se dedicaram a definir sua natureza e que tipo de comportamento ou estilo de vida levaria à felicidade plena.

A felicidade é o que os antigos gregos chamavam de eudaimonia, um termo ainda usado em ética. Para as emoções associadas à felicidade, os filósofos preferem utilizar a palavra prazer. É difícil definir, rigorosamente, a felicidade e sua medida. (Wikipédia).

Segundo alguns dicionários SER FELIZ ” é ser ditoso, afortunado, contente, alegre, bem sucedido, bem lembrado “. (Márcia Silvério, RH Pró-Saúde).

A felicidade varia de indivíduo para indivíduo porque ultrapassa os padrões culturais, sociais e financeiros representando um estado de espírito que não tem medida sendo inigualável e, às vezes, completamente diferente entre as pessoas. Os padrões de comportamento das pessoas observados e ressaltados por regras sociais, imposições ou modismos levam, na maioria das vezes, à aquisição de máscaras que escamoteiam a verdade. Pessoas “parecem” ser felizes…

No trabalho, o ambiente gerado por descontentamentos  de qualquer ordem propicia um estado de indiferença, entorpecimento em que as pessoas não mais executam suas tarefas com satisfação e, até, com esmero o que demonstra de forma clara a falta de comprometimento com as obrigações que são inerentes às suas atividades trabalhistas. O trabalho é executado de maneira mecânica e em sua rotina a criatividade deixou de ser o ponto alto do seu empenho para dar lugar à inércia e à falta de resolutividade.

A ida ao serviço tornou-se enfadonho porque as instituições, sejam públicas ou privadas, não investem nas pessoas e sim no que elas podem representar no custo final dos serviços e/ou produtos. Nada mais são do que “colaboradores” trabalhando em benefício da empresa. O fator humano é relegado a um segundo plano. Assim sendo, a potencialidade de cada um não é colocada em prática pela falta de estímulos, vontade e oportunidade.

O pior é quando um determinado “chefe” procede com injustiça espraiando no ambiente de trabalho a revolta (mesmo velada) de seus subordinados pela falta de conhecimento técnico-administrativo mas, muito mais, pela falta de sensibilidade e interpretação das nuances das boas e sadias relações interpessoais. Tudo isso, todavia, não impede que pessoalmente deixemos de lado os nossos valores baseados em princípios e que essas amarras não contribuam e limitem a nossa procura pela felicidade no mesmo ou em trabalho.

Profissionalmente, não devemos, jamais, dar guarida a esses acontecimentos impeditivos de nos sentirmos felizes com a nossa participação junto à comunidade. Se tivermos que mudar lembremos que nunca é tarde para buscarmos a felicidade !

 

VIVER MAIS E MELHOR


” Idade é uma questão de cabeça, não de certidão de nascimento “. Martina Navratilova (1956).

” Os velhos são perigosos : não têm medo do futuro “. (George Bernard Shaw).

Atualmente, os idosos já não mais vistos como pessoas inativas sentadas em cadeira de balanço e envoltas nas próprias lembranças. A mulher, principalmente, deixou o tricô e assumiu um papel mais ativo, sem esquecer seus afazeres domésticos. Idosos cuidam do corpo (caminhadas, exercícios aeróbios e anaeróbios, etc.) e da mente. Há momentos para o recolhimento mas eles descobriram que são merecedores de uma vida mais tranquila transformando projetos pessoais e profissionais em realidade. Continuar lendo

EU TIVE UM SONHO …..


Há mais de duas décadas, Martin Luther King, nos Estados Unidos, iniciava um discurso inflamado de emoção contra o preconceito racial naquele país com essas palavras. Sua ação conseguiu mobilizar milhões de norteamericanos a favor do mesmo objetivo e, segundo analistas sociais, isso demarca o início das lutas por melhores condições de vida dos negros estadunidenses.

John Kennedy, presidente dos Estados Unidos, nos anos sessenta, conseguiu empolgar não só o público mas, também, empresários americanos quando discursou afirmando : “Até o final desta década levaremos o homem à Lua e o traremos de volta são e salvo “.

Qual o seu sonho ? O que você está fazendo para realizá-lo ? Muitas vezes, a resposta a estas perguntas se mostra tão óbvia que esquecemos de fazê-la como se isso não tivesse tanta importância. Todavia, apesar do que muitos pensarão, muitas pessoas não sabem a resposta e, assim sendo, torna-se impossível alcançar esse objetivo quando não sabemos, na verdade, qual o nosso desejo.

É importante fazermos um teste questionando qual o meu sonho e, após respondermos, verificarmos se é possível realizá-lo, como o alcançaremos e o que necessitaremos fazer para concretizá-lo ?

Caso consigamos responder a estas tres perguntas teremos certeza de que estamos no caminho certo. Se ocorrer o contrário, precisaremos descobrir o sonho pelo qual tanto ansiamos em nossa vida.

Sòmente sonhar não transforma o nosso desejo em realidade. É preciso colocar em prática a nossa vontade sabendo exatamente o que queremos com clareza e com a motivação apropriada através de nosso conhecimento e de nossa força interior.

Mudar de cidade, buscar novos horizontes, deixar para trás a mesmice, requer firmeza e decisão para enfrentar, muitas vezes, o desconhecido com suas inquietudes e preocupações. Eu tenho um sonho.….Quero realizá-lo.

Não interessa a opinião vazia de pessoas inescrupulosas; não deve haver abatimento físico e/ou psicológico que possa impedir a concretização desse objetivo, dessa meta de vida. Haveremos de alcançá-lo pela força de vontade e pela coragem de enfrentar “um mundo de faz de conta “.

Michelangelo, em determinado momento de sua vida, ao responder sobre como ele conseguia fazer obras tão belas assim respondeu : “A escultura já está lá. Eu só tiro o excesso “.

SER OU NÃO SER


O “velho” Shakeaspeare tinha razão ao escrever “To be or not to be”.

Aí, eu me confundo com “tantas coisas maravilhosas” acontecendo ao meu redor. Fazer o jogo da maioria e me tornar “moderno”: desrespeitoso às normas, regras sociais; falta de respeito aos pais e às autoridades (apesar de algumas não merecerem o mínimo respeito); não acreditar na ordem institucionalizada; não evidenciar, constantemente, o valor das virtudes humanas ? Ou, por outro lado, “esquecer” a modernidade e continuar sendo retrógrado, ultrapassado, jurássico e, por conseguinte, distanciado dos “centros de poder” ? Até porque “quem não é visto não é lembrado”.

Aceitar os “valores” atuais é difícil para quem não está aberto às mudanças sociais. Aceitar essas mudanças é fácil desde que elas não sejam patológicas e/ou destruidoras da vida com qualidade. Porque determinado veículo de comunicação (jornal, rádio, televisão, internet, etc.) diz que algo ou alguém é bom eu sou obrigado a aceitar esse fato sem análise, juízo de valor ? Porque alguém lança determinado visual eu sou obrigado a aceitar só porque todo mundo aceita ? Porque determinado comportamento é “modismo” eu devo me comportar da mesma maneira ?

Durante recente viagem fluvial eu vi e ouvi algumas adolescentes trocarem informações e fiquei estarrecido (não por falso moralismo ou ingenuidade o que não condiz mais com a minha idade) com o vocabulário empregado em que de dez palavras pronunciadas quatro, no mínimo, eram pornofonias ou de vulgaridade acentuada. Modernismo ? Não sei. Só sei que “doeu”ouvir tal palavreado.

O pior de tudo, no meu entender, foi ouvir tais comentários em tom bem elevado a ponto de incomodar outras pessoas, até jovens, que pediram mais respeito ao ambiente. Claro que não fomos atendidos nesse pedido e, mais ainda, olhados como se fôssemos de outro planeta. Enfim, parece a mim que estão confundindo liberdade com libertinagem.

Fico triste e decepcionado quando vejo pessoas trabalhando em organizações hospitalares, por exemplo, sem o devido cuidado com o uso do uniforme e sem o respeito aos colegas e superiores numa clara demonstração da anomia que existe, atualmente, nas relações sociais e trabalhistas. Por serem desprovidas de elevação espiritual, principalmente, essas pessoas se sentem magoadas quando chamadas à atenção e revoltadas com quem “ousa” tomar tal atitude. Convenhamos !

Estarrecido eu fico quando sei que algum “idiota” se utiliza de determinado cargo ou “carguinho” para assediar pessoas com o intuito degradante de se locupletar com atitude mesquinha, primitiva, corrupta, doentia. Além de incapaz profissionalmente um indivíduo que procede assim demonstra um transtorno psiquiátrico evidente em que sua tara deveria ser tratada em consultório apropriado.

Chega ! Basta ! Vão se tratar com quem de direito.

O CRIATIVO


” A energia, em sua forma primordial, é luminosa, forte, espiritual, ativa.”

Deus ” promove sublime sucesso através da perseverança.” Cabe a cada um de nós procurar a felicidade e a das outras pessoas por um único caminho : a perseverança no bem. Confúcio ensinava que “Grande em verdade é o poder gerador do Criativo; a Ele todos os seres devem seu começo. Esse poder permeia todo o céu”.

Nós, seres humanos, ainda não conseguimos compreender que “o caminho para o sucesso consiste em apreender e realizar o sentido do universo (Tao), o qual, como lei perene, perpassa o início e o fim das existências, originando todos os fenômenos condicionados pelo tempo. Assim, cada etapa alcançada torna-se preparação para a seguinte. O tempo já não constitui um obstáculo e sim um meio para atualizar o que permanecia potencial”. Continuar lendo

DO CAOS À ESPERANÇA


Sinais. Terremotos, enchentes, frio intenso, chuvas torrenciais, tsunamis. Violência humana. Forças da natureza em expansão.

Tudo mudou, de repente ? Não, não mudou, repentinamente. Já de algum tempo observamos mudanças climáticas abruptas. Os seres humanos perderam ou deixaram de lado valores baseados em princípios. Busca-se incessantemente o ter, o consumo, o hedonismo; as relações interpessoais estão dirigidas para as redes sociais. Roubos, furtos, assassinatos, estupros, corrupção; falhas de caráter, ganância, hostilidade entre povos.

Desprêzo à vida humana e animal. Desrespeito ao meio ambiente. Superpopulação. Falta de alimentos. Condições de vida sub-humanas.

A família é a célula maior da sociedade. Membros de uma família estão doentes, mental e psicològicamente. Se a família está doente significa que a sociedade está adoecida. Desentendimentos entre pais e filhos e, muitas vezes, agressividade mútua. Laços familiares rompidos; relações afetivas dilaceradas pela incompreensão e pela falta de discernimento. Continuar lendo

A RETIRADA


JESUS ensinava : “Eu vos digo : não resistais ao mal “.

Quando o poder obscuro ascende o luminoso se retira a uma posição segura a fim de que a escuridão não possa alcançá-lo e consiga prejudicar os valores éticos, morais e espirituais que são atributos de sua personalidade. É necessário compreender que esse recuo não resulta da livre vontade humana mas sim das leis que governam a natureza.

Nessas circunstâncias, as forças hostis (aqui favorecidas pelo tempo) conseguem avançar causando intrigas, provocando dissabores, favorecendo malidicências e interpretações de toda sorte o que é atributo de pessoas perversas, malignas, doentias que, através de mexericos e bajulações conseguem (pela incapacidade das pessoas despreparadas de conhecimento espiritual, principalmente) alcançar seus objetivos pueris, mesquinhos e patológicos, na maioria das vezes. Continuar lendo

EXTINÇÃO DE OBSTÁCULOS


Há época em que as tensões e complicações começam a ceder permitindo um retorno às condições normais de vida.

Sabemos que “a chuva provoca um alívio nas tensões atmosféricas e faz com que todos os brotos se entreabam, assim também o período da liberação traz um alívio ao que estava sendo oprimido, e um estímulo à vida”. Não se deve levar o triunfo a extremos; é prudente não se avançar mais que o necessário.

Voltar à normalidade da vida mas providenciando a eliminação de resíduos, caso ainda existam, e fazendo isso com a maior brevidade possível a fim de que tudo seja esclarecido e tenha um final encerrado ràpidamente. Continuar lendo

MÚSICAS (de verdade) – letra e melodia


Ainda é cedo, amor
Mal começastes a conhecer a vida
Já anuncias a hora de partida
Sem saber mesmo o rumo que irás tomar

Preste atenção, querida
Embora eu saiba que estás resolvida
Em cada esquina cai um pouco a tua vida
Em pouco tempo não serás mais o que és

Ouça-me bem, amor
Preste atenção, o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos, tão mesquinhos
Vai reduzir as ilusões a pó

Preste atenção, querida
De cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás à beira do abismo
Abismo que cavastes com os teus pés Continuar lendo

PALAVRAS MÁGICAS – OBRIGADO


Agradecer é mais que ter bons modos, é ter boa espiritualidade.  (Alfred Painter)

A gratidão é a memória do coração.  (Jean-Baptiste Massieu)

Obrigado por me deixar chorar e por me fazer rir. Obrigado por me compreender sem julgar.

Eu vou pedir que as estrelas não parem de brilhar e as crianças não deixem de sorrir. E  que os homens jamais se esqueçam de agradecer.

Por isso eu digo : Obrigado, Senhor, por mais um dia. Obrigado, Senhor, que eu posso ver.

Que seria de mim sem a fé que eu tenho em Você ?  (Roberto e Erasmo Carlos)

Aqueles que trazem um raio de luz à vida dos demais não podem evitar ser alcançados por seu resplendor.  (James Barrie)

O reconhecimento é o que complementa o agradecimento.Dar graças podem ser meras palavras. O reconhecimento se demonstra com ações.  (Henri-Frédéric Amiel)

O maior espetáculo é um homem esforçado lutando contra a adversidade; mas há outro ainda maior: ver outro homem lançar-se em sua ajuda. (Oliver Goldsmith)

Em dar e receber com alegria reside o segredo da felicidade.  (Khalil Gibran)

Se sustentarmos uma tocha para que ilumine o caminho para outros, não poderemos evitar que o nosso caminho também se ilumine. (Ben Sweetland)

Se “obrigado” fosse sua única prece, seria suficiente.  (Meister Eckhart)

A gratidão é a moeda que podemos cunhar nós mesmos e podemos gastar sem temor de falir.  (Fred De Witt)

A amizade consiste em esquecer o que a gente dá e recordar o que a gente recebe. (Alexandre Dumas)

CUZCO


Cusco (em espanhol Cuzco ou Cusco, em quíchua Qosqo ou Qusqu) é uma cidade no Peru situada no sudeste do Vale de Huatanay ou Vale Sagrado dos Incas, na região dos Andes, com população de 300.000 habitantes.

Cuzco é a capital arqueológica das Américas, o berço e o centro do Império Inca. Situada a 3.350 metros acima do nível do mar e o nome dessa cidade magnífica significa “umbigo” , no idioma quíchua. Tudo em Cuzco conduz à Plaza de Armas chamada Huacaypata que era o coração da cidade. Pizarro chegou ali em 1532 e a Cidade Velha reflete essa invasão dos espanhóis e a destruição final dessa civilização que, em determinado momento, foi o maior império do Ocidente.. A maioria dos edifícios incas foi arrasada pelos clérigos católicos com o duplo objetivo de destruir a civilização inca e construir com suas pedras e tijolos as novas igrejas cristãs e demais edifícios administrativos dos dominadores, desta forma impondo sua pretensa superioridade européia.

A maioria dos edifícios construídos depois da conquista é de influência espanhola com uma mistura de arquitetura inca, inclusive a igreja de Santa Clara e San Blas. A Plaza de Armas tem como destaque, dentre outros, uma catedral barroca, igrejas, casarões e colunatas todos erguidos em cima de ruínas de palácios e templos incas.

Em 24 de junho ocorre o Inti Raymi (Festival Inca do Sol), a principal festa inca e um dos mais espetaculares festivais andinos da América do Sul. À mesma época é comemorado o Dia de São João e o Dia de Cuzco.

De forma interessante, o grande terremoto de 1950, destruindo uma construção de padres dominicanos, expôs que esta fora erigida em cima do Templo do Sol, que curiosamente resistiu firmemente ao terremoto.

Outros exemplos da arquitetura inca são: a fortaleza de Machu Picchu que se situa no final da Estrada Inca, a fortaleza Ollantaytambo, e a fortaleza de Sacsayhuaman que fica aproximadamente a dois quilômetros de Cusco.

Fonte:  1.000 Lugares para conhecer antes de morrer -Patrícia Schultz – Sextante, 2006

              Wikipédia

 

CONFLITO


Diz o adágio popular que “duas pessoas só brigam quando as duas querem !”

“O atributo do Criativo é a força, o do Abismal é o perigo, a astúcia. Quando a astúcia tem a força diante de si há conflito.”

Quando uma pessoa julga estar correta em seus pontos de vista (desde que avaliados com coerência) e encontra 0p0sição (radical, principalmente) ocorre o conflito. Convém lembrar que quando não se tem convicção de se estar certo a oposição permite o aparecimento da astúcia.

Se estamos envolvidos em um conflito devemos compreender  que a melhor solução para a resolução do problema está em uma lúcida e firme prudência que possibilita a conciliação e nos leva ao encontro do oponente. Não podemos esquecer que nossos direitos e deveres precisam estar bem definidos e nossas orientações espirituais devem estar convergentes a fim de que a causa do conflito seja eliminada, antecipadamente.

Quando aumentam os desentendimentos há o crescimento da intranquilidade e, por conseguinte, a possibilidade de novos conflitos. Não é preciso culpar-se uns aos outros. Pelo contrário, manter a serenidade é o propósito maior para se chegar a uma solução do problema. As réplicas de ofensas só levarão à desestruturação dessa relação. Seriedade e cautela são pilares que consolidarão a estrutura da compreensão e do discernimento.

Proceder como os dois asnos que olham em direções opostas sem observar que o feno está ao redor é, no mínimo, estupidez. Manter pontos de vista doentios (“nasci assim, vou morrer assim”, por exemplo) é insensatez que leva à desorganização das relações interpessoais – pela visão míope de um dos interlocutores – e consolida o afastamento das pessoas envolvidas no conflito.

Pedir desculpa é um ato de humildade, reconhecer o êrro é ato de grandeza. Dizem que “só os  mais fortes perdoam”. Mais fortes de amor, de elevação espiritual, de compreensão. Eleva a auto-estima, permite o bom humor, leva a pessoa a um patamar de alegria, de conquistas e superação.

Recuar não é desonra, é sabedoria. É mudar a atitude e encontrar a paz em perfeita harmonia com a lei natural e eterna. È preciso ser poderoso mas, também, justo para prevalecer o que é correto. É aceito que aquele que tiver razão encontrará suprema boa fortuna.

Fonte : I Ching – O Livro das Mutações

Oposição


Ah, o tempo. Meditação. Reflexões sobre os eventos do passado que servem de alicerce para o presente e aprimoramento para o futuro. Tempo atemporal !

Resolvi refletir sobre os ensinamentos de homens e mulheres maravilhosos, sábios. Dotadas de sapiência incomum, essas pessoas deixaram como legado à humanidade todo o trabalho de anos de meditação, reflexão, percepção de fenômenos que os seres comuns não são capazes de identificar no cotidiano de suas vidas.

Lembrei-me, então, da oposição. Pesquisei alguma bibliografia e deparei, de súbito, com o meu “velho livro novo”, o I CHING – O Livro das Mutações.

“Quando as pessoas vivem em oposição e distanciadas umas das outras, não podem levar a cabo um grande empreendimento em comum”. O que leva a entender que a divergência maior está nas palavras, atos, pontos de vista de cada uma dessas pessoas envolvidas nessa relação.

Diante disso, torna-se mais prudente proceder de maneira suave para não agravar a oposição permitindo, se possível, um entendimento a curto prazo. Geralmente, a oposição surge como um obstáculo se não representar polaridades contrárias inseridas em um todo que as circunscreve e permitindo uma ação benéfica e importante.

Como os elementos fogo e água que nunca se misturam (mas conservam sua natureza própria) assim, também, deve o ser humano superior nunca se deixar levar à vulgaridade quando no convívio com pessoas de índole distinta da sua preservando sua individualidade.

Não se deve forçar uma união, em tempos de oposição. Relembrando um ensinamento oriental : “um cavalo se afasta cada vez mais quando é perseguido. Se o cavalo é nosso, podemos deixá-lo seguir tranquilamente, pois voltatá sòzinho”. Da mesma maneira, quando alguém ligado a nós se afasta devido a mal-entendidos, retornará espontaneamente se sua ação for realizada livremente.

Não devemos ter medo quando pessoas maldosas que não pertencem ao nosso convívio forçam sua presença – também por mal-entendidos – e querem que pratiquemos erros afastando-as com violência intensificando sua hostilidade. Não precisamos aceitá-las mas, simplesmente, tolerá-las permitindo que o tempo as afaste de nosso meio por sua própria iniciativa.

“O medo não existe no amor”, alguém já falou há tempos atrás.

O ser elevado quando se encontra em companhia de alguém de quem se vê separado por uma oposição interna não se deixa ser conduzido ao isolamento. Nessa situação, ele buscará alguém em quem possa depositar total confiança superando o perigo do isolamento. Essa vontade o levará ao sucesso livrando-o de erros e permitindo o soerguimento de seus ideais.

Dizem que não existe oposição e sim incompreensão. Não sou radical como tantos. Acredito que “o caminho para o sucesso consiste em apreender e realizar o sentido do universo (TAO).

Saúde – sobrepeso em mulheres


As mulheres, principalmente, nos dias atuais, buscam, incessantemente, perder ou ganhar peso corporal de acordo com as suas ou as “conveniências sociais”.

À época do Renascimento, as mulheres foram expostas nas telas dos gênios da pintura com seios fartos, quadris largos, coxas grossas; elas eram “cheinhas”.

Atualmente, procuram os mais diversos meios (dietas, as mais diversas, exercícios aeróbios e anaeróbios, medicamentos) para perderem peso, pois, uns “quilinhos” a mais levam à ansiedade e, por conseguinte, à inadequação emocional. Ficam irritadiças, humor flutuante, com insônia ou sono demasiado, sensação constante de estarem “diferentes” das outras mulheres.

Pior que tudo é quando começam a fazer comparativos entre os ganhos e perdas de calorias durante o dia (e isso ocorre quase que inevitàvelmente) propiciando a instalação de um quadro psicológico de transtorno obsessivo-compulsivo.

Surgiram os mais diversos tratamentos clínicos e cirúrgicos para proporcionarem maior higidez física e mental e levando as pessoas a se sentirem “em pleno bem-estar consigo e com o mundo”. Esse bem-estar é autêntico (as pessoas desejam mesmo isso ?) ou superficial (fazem porque “todo mundo faz” ?) ?

Os parâmetros de beleza são subjetivos; ninguém gosta de outra pessoa seguindo uma cartilha de preceitos e atributos prèviamente instituidos por algum ousado “conhecedor da beleza”. Lógico que cada uma pessoa deseja se sentir mais bonita para si mesma e para os outros pelos mais variados desejos.

Todavia, entre buscar a saúde física e mental de maneira “natural” e procurar alcançá-las, pura e simplesmente, para “se sentir bem” porque “todo mundo faz” existe uma distância enorme entre saúde e doença.

A boa notícia para quem não consegue equilibrar seu peso corporal com a sua vontade é que foi lançado no mercado de consumo um novo medicamento indicado como antidiabético, a liraglutida, vendido no comércio com o nome de Victoza.

Ainda não totalmente liberado como emagrecedor o produto, entretanto, “está fazendo milagre”. Vale, outrossim, relembrar o que muitas mulheres esqueceram relativo à perda de calorias diárias.

Nós, brasileiros, consumimos, em média, 2000 calorias por dia. Se reduzirmos 40% desse total (800 calorias) já estaremos perdendo peso. E para isso ocorrer basta deixarmos de ingerir o equivalente a :

. 2 pedaços de bolo de chocolate ou

. 2 pedaços de pizza quatro queijos ou

. 2 pacotes pequenos de pipoca ou

. 1 cheese bacon ou

.1 prato de feijoada ou

. 1 porção de amendoim.

Os médicos sabem do mecanismo de atuação do GLP-1, o principal hormônio associado à sensação de saciedade e à produção de insulina. Não convém salientá-lo nesse momento.

É necessário e obrigatório ressaltar que qualquer medicamento só deve ser usado quando prescrito por médico.