Oposição


Ah, o tempo. Meditação. Reflexões sobre os eventos do passado que servem de alicerce para o presente e aprimoramento para o futuro. Tempo atemporal !

Resolvi refletir sobre os ensinamentos de homens e mulheres maravilhosos, sábios. Dotadas de sapiência incomum, essas pessoas deixaram como legado à humanidade todo o trabalho de anos de meditação, reflexão, percepção de fenômenos que os seres comuns não são capazes de identificar no cotidiano de suas vidas.

Lembrei-me, então, da oposição. Pesquisei alguma bibliografia e deparei, de súbito, com o meu “velho livro novo”, o I CHING – O Livro das Mutações.

“Quando as pessoas vivem em oposição e distanciadas umas das outras, não podem levar a cabo um grande empreendimento em comum”. O que leva a entender que a divergência maior está nas palavras, atos, pontos de vista de cada uma dessas pessoas envolvidas nessa relação.

Diante disso, torna-se mais prudente proceder de maneira suave para não agravar a oposição permitindo, se possível, um entendimento a curto prazo. Geralmente, a oposição surge como um obstáculo se não representar polaridades contrárias inseridas em um todo que as circunscreve e permitindo uma ação benéfica e importante.

Como os elementos fogo e água que nunca se misturam (mas conservam sua natureza própria) assim, também, deve o ser humano superior nunca se deixar levar à vulgaridade quando no convívio com pessoas de índole distinta da sua preservando sua individualidade.

Não se deve forçar uma união, em tempos de oposição. Relembrando um ensinamento oriental : “um cavalo se afasta cada vez mais quando é perseguido. Se o cavalo é nosso, podemos deixá-lo seguir tranquilamente, pois voltatá sòzinho”. Da mesma maneira, quando alguém ligado a nós se afasta devido a mal-entendidos, retornará espontaneamente se sua ação for realizada livremente.

Não devemos ter medo quando pessoas maldosas que não pertencem ao nosso convívio forçam sua presença – também por mal-entendidos – e querem que pratiquemos erros afastando-as com violência intensificando sua hostilidade. Não precisamos aceitá-las mas, simplesmente, tolerá-las permitindo que o tempo as afaste de nosso meio por sua própria iniciativa.

“O medo não existe no amor”, alguém já falou há tempos atrás.

O ser elevado quando se encontra em companhia de alguém de quem se vê separado por uma oposição interna não se deixa ser conduzido ao isolamento. Nessa situação, ele buscará alguém em quem possa depositar total confiança superando o perigo do isolamento. Essa vontade o levará ao sucesso livrando-o de erros e permitindo o soerguimento de seus ideais.

Dizem que não existe oposição e sim incompreensão. Não sou radical como tantos. Acredito que “o caminho para o sucesso consiste em apreender e realizar o sentido do universo (TAO).

Anúncios