INDICAÇÕES LITERÁRIAS


Algumas pessoas me pediram a indicação de alguns livros o que faço, abaixo, com os títulos e autores de alguns livros que já li e gostei imensamente dos conhecimentos que foram abordados pelos escritores.

DAN BROWN

. O Código Da Vinci

. Fortaleza Digital

. Anjos e Demônios

. Ponto de Impacto

DAN BURSTEIN

. Os Segredos do Código

DAN BURSTEIN e ARNE DE KEIJZER

. Os Segredos de Anjos e Demônios

J. J. BENÍTEZ

. Operação Cavalo de Tróia (volumes de 1 a 8)

. Os Astronautas de Yaveh

. O OVNI de Belém

. Os Visitantes

. Operação Glória da Oliveira

BERNARD CORNWELL

. A busca do Graal (Livro 1)  –  O Arqueiro

. A busca do Graal (Livro 2)  –  O Andarilho

. A busca do Graal (Livro 3)   –  O Herege

GERALD MESSADIÉ

. O Enigma Maria Madalena

JOHN SACK

. A Conspiração Franciscana

HENRI LOEVENBRUCK

. O Testamento dos Séculos

JAMES ROLLINS

. A Nova Traição de Judas

DAVID GIBBINS

. O Último Evangelho

MICHEL BENOIT

. O Segredo do Décimo Terceiro Apóstolo

LEVI H. DOWLING   (transcitos dos Anais de Akasha)

. Evangelho de Jesus, O Cristo, para a Era de Aquário

ERICH von DANIKEN

.  Crepúsculo dos Deuses

MARIA HELENA DE OLIVEIRA TRICCA  (c0mpilados por)

. Apócrifos – Os Proscritos da Bíblia

EDUARDO SPOHR

. A Batalha do APOCALIPSE

HELENA PETROVNA BLAVATSKY

. A Doutrina Secreta  (volumes I a VI)

ALVIN TOFFLER

. A Terceira Onda

TAMI SIMON, GREGG BRADEN, PETER RUSSEL e outros

. O Mistério 2012  –  Predições, Profecias e Possibilidades

LAWRENCE E. JOSEPH

. O Dia Seguinte  –  Apocalipse 2012

Acredito que possa ter contribuído, por enquanto, para uma leitura agradável (se ainda não fizeram com os livros citados) das pessoas que me solicitaram essas indicações literárias.

REFLEXÕES


Facebook fechado, bloqueado. De repente, facebook aberto… mensagens !? Se vê “amigo comum” (“já desaparecido” ?), orações, devidamente endereçadas a alguém.

Julgamentos da própria consciência; conceitos, pré-conceitos. E aí pessoas esquecem que nem sempre o que nos passaram é verdadeiro. Muitas informações advêm dos pais, familiares, amigos e, na maioria das vezes, são fruto do imaginário popular. Jogá-las, simplesmente, para o alto por que não têm valor ? Claro que não.

Deve-se, todavia, avaliá-las, analisá-las com a mente aberta. Tirando as vendas dos olhos e as teias de aranha que “oprimem” o cérebro e embotam a consciência. Viver; morrer. Juventude; velhice. Disse, assim, um sábio: ” se não soubesses quantos anos tem, qual seria tua idade ?”. Idade cronológica. Conheço jovens que são velhos e velhos que são jovens.  

Muitas pessoas se colocam na posição de Deus quando acreditam que algo ou alguém terá um fim próximo porque essa coisa ou essa pessoa já tem bastante tempo de história. Ledo engano. A vida é bela e só fenece para aqueles que não acreditam, realmente, em Deus. Então, é melhor viver de forma atribulada por longo tempo do que viver feliz por pouco tempo (?).

Como viver feliz com alguém quando se quer escamotear a verdade bloqueando informações contidas nos “facebooks” da vida ? Privacidade ? Como dizem, ridículo !! Conversar com alguém sem que outra pessoa saiba porque não é conveniente ? Isso não é lealdade, não é fidelidade. Quem faz isso, faz porque, provàvelmente, quer continuar mantendo amizade com “amigo comum” que não tinha “importância”.

Verdade é a pessoa “de peito aberto” enfrentar o mundo por alguém. Verdade é assumir que foi engodo; que não foi verdadeiro. Quem assim procede deve assumir o risco de, mais cedo ou mais tarde, ter a máscara caída diante da inexorável realidade da tristeza do julgamento de outrem (mesmo que isso não tenha tanta importância). Que se queira que o tempo retroceda é, no mínimo, falta de juízo de valor adequado. Que se mate o casulo antes da borboleta mostrar sua extraordinária beleza é, talvez, o embrião de uma “sacrossanta” ignorância (?!?). Não, não creio.

Admitir que  se queira, verdadeiramente, alguém é o princípio de querer bem; de sentir vontades, de estreitar laços, de estar presente, mesmo, com as distâncias geográficas. O resto é balela e “o pior cego é aquele que não quer enxergar”. Porém, um dia a luz se faz presente e a escuridão desaparece e, nesse momento, lá no fundo o arrependimento vem, mas já é tarde. A sombra já não existe mais. O inverno chegou e as sementes começam a germinar para brotarem com mais vigor em uma primavera florida com as mais diversas nuances e matizes das flores a exalar o perfume de uma nova aparição.

Que tais reflexões possam ajudar pessoas que se deparam com obstáculos “intransponíveis” (que estão dentro de si mesmas) e facilitem análise mais apurada dos acontecimentos de sua vida. Quem sabe a saudade não seja tão dolorida para outras pessoas. Deus é tudo !

Pessoas vem, pessoas vão. Cabe, a cada um, saber separar “o joio do trigo”. Ninguém tem culpa dos problemas de outras pessoas. Nós, enquanto, psiquiatras, sabemos como é difícil para essas pessoas admitirem suas verdades. Até porque ninguém muda alguém; só quando a pessoa deseja e quer essa mudança.

Mais uma vez, ressalto : que estas poucas e despretenciosas linhas possam ajudar alguém. Se não conseguir o intento de proporcionar reflexão que, pelo menos, seja perdoado pela falta de um conhecimento mais apurado sobre o assunto.

 

PAI NOSSO (Jesus, de Nazaré)


Pai nosso…

( Porque Ele nos criou, em verdade, com a onda que, sem desprender-se, desprende-se do mar… )

Que estais no céu…

( No céu do coração. )

Santificado seja o Teu nome…

( Santificado, não só porque a lei ordena. Santificado porque nunca dorme. Santificado porque nunca fere. Santificado porque sorri ante os problemas de todos nós. )

Venha a nós Teu reino…

( O reino do nosso Pai é o da beleza visível e invisível: a que se avizinha debaixo da justiça; a que se sustém por um beijo de amor; a dos seres que jamais reclamam; a que agracia o mundo com suas colheitas; a que concede antes que os lábios se abram para rogar.)

E faça-se Tua vontade na terra e no céu…

(Fazer a vontade do Pai – sempre, a cada instante, ainda que não a entendamos – é o pequeno grande segredo para viver em paz.)

O pão nosso de cada dia dá-nos hoje…

( O Pai é sábio. Conhece cada um de seus filhos por seu nome. E dispõe de todo o necessário para que, em forma de trabalho, de sorte ou casualidade, nenhuma só de suas criaturas fique desamparada. A cobiça, a ambição e a usura não são apenas erros que praticam os seres humanos. São uma estupidez, muita própria dos que esqueceram ou nunca souberam que têm um Pai…imensamente rico.)

E perdoa as nossas dívidas.

( Sobretudo as que ninguém conhece )

E não nos deixeis cair em tentação…

( Não na tentação de violar o sábado ou as quase sempre interesseiras leis dos homens. Melhor é dizer : “não nos deixes cair na tentação de esquecer-te, Pai do céu. ” Se o pior dos erros é menosprezar ou ignorar os que nos deram a vida terrena, que classe de afronta seria renunciar ao Pai dos pais ?