EXTINÇÃO DE OBSTÁCULOS


Há época em que as tensões e complicações começam a ceder permitindo um retorno às condições normais de vida.

Sabemos que “a chuva provoca um alívio nas tensões atmosféricas e faz com que todos os brotos se entreabam, assim também o período da liberação traz um alívio ao que estava sendo oprimido, e um estímulo à vida”. Não se deve levar o triunfo a extremos; é prudente não se avançar mais que o necessário.

Voltar à normalidade da vida mas providenciando a eliminação de resíduos, caso ainda existam, e fazendo isso com a maior brevidade possível a fim de que tudo seja esclarecido e tenha um final encerrado ràpidamente. Continuar lendo

Anúncios

MÚSICAS (de verdade) – letra e melodia


Ainda é cedo, amor
Mal começastes a conhecer a vida
Já anuncias a hora de partida
Sem saber mesmo o rumo que irás tomar

Preste atenção, querida
Embora eu saiba que estás resolvida
Em cada esquina cai um pouco a tua vida
Em pouco tempo não serás mais o que és

Ouça-me bem, amor
Preste atenção, o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos, tão mesquinhos
Vai reduzir as ilusões a pó

Preste atenção, querida
De cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás à beira do abismo
Abismo que cavastes com os teus pés Continuar lendo

PALAVRAS MÁGICAS – OBRIGADO


Agradecer é mais que ter bons modos, é ter boa espiritualidade.  (Alfred Painter)

A gratidão é a memória do coração.  (Jean-Baptiste Massieu)

Obrigado por me deixar chorar e por me fazer rir. Obrigado por me compreender sem julgar.

Eu vou pedir que as estrelas não parem de brilhar e as crianças não deixem de sorrir. E  que os homens jamais se esqueçam de agradecer.

Por isso eu digo : Obrigado, Senhor, por mais um dia. Obrigado, Senhor, que eu posso ver.

Que seria de mim sem a fé que eu tenho em Você ?  (Roberto e Erasmo Carlos)

Aqueles que trazem um raio de luz à vida dos demais não podem evitar ser alcançados por seu resplendor.  (James Barrie)

O reconhecimento é o que complementa o agradecimento.Dar graças podem ser meras palavras. O reconhecimento se demonstra com ações.  (Henri-Frédéric Amiel)

O maior espetáculo é um homem esforçado lutando contra a adversidade; mas há outro ainda maior: ver outro homem lançar-se em sua ajuda. (Oliver Goldsmith)

Em dar e receber com alegria reside o segredo da felicidade.  (Khalil Gibran)

Se sustentarmos uma tocha para que ilumine o caminho para outros, não poderemos evitar que o nosso caminho também se ilumine. (Ben Sweetland)

Se “obrigado” fosse sua única prece, seria suficiente.  (Meister Eckhart)

A gratidão é a moeda que podemos cunhar nós mesmos e podemos gastar sem temor de falir.  (Fred De Witt)

A amizade consiste em esquecer o que a gente dá e recordar o que a gente recebe. (Alexandre Dumas)

CUZCO


Cusco (em espanhol Cuzco ou Cusco, em quíchua Qosqo ou Qusqu) é uma cidade no Peru situada no sudeste do Vale de Huatanay ou Vale Sagrado dos Incas, na região dos Andes, com população de 300.000 habitantes.

Cuzco é a capital arqueológica das Américas, o berço e o centro do Império Inca. Situada a 3.350 metros acima do nível do mar e o nome dessa cidade magnífica significa “umbigo” , no idioma quíchua. Tudo em Cuzco conduz à Plaza de Armas chamada Huacaypata que era o coração da cidade. Pizarro chegou ali em 1532 e a Cidade Velha reflete essa invasão dos espanhóis e a destruição final dessa civilização que, em determinado momento, foi o maior império do Ocidente.. A maioria dos edifícios incas foi arrasada pelos clérigos católicos com o duplo objetivo de destruir a civilização inca e construir com suas pedras e tijolos as novas igrejas cristãs e demais edifícios administrativos dos dominadores, desta forma impondo sua pretensa superioridade européia.

A maioria dos edifícios construídos depois da conquista é de influência espanhola com uma mistura de arquitetura inca, inclusive a igreja de Santa Clara e San Blas. A Plaza de Armas tem como destaque, dentre outros, uma catedral barroca, igrejas, casarões e colunatas todos erguidos em cima de ruínas de palácios e templos incas.

Em 24 de junho ocorre o Inti Raymi (Festival Inca do Sol), a principal festa inca e um dos mais espetaculares festivais andinos da América do Sul. À mesma época é comemorado o Dia de São João e o Dia de Cuzco.

De forma interessante, o grande terremoto de 1950, destruindo uma construção de padres dominicanos, expôs que esta fora erigida em cima do Templo do Sol, que curiosamente resistiu firmemente ao terremoto.

Outros exemplos da arquitetura inca são: a fortaleza de Machu Picchu que se situa no final da Estrada Inca, a fortaleza Ollantaytambo, e a fortaleza de Sacsayhuaman que fica aproximadamente a dois quilômetros de Cusco.

Fonte:  1.000 Lugares para conhecer antes de morrer -Patrícia Schultz – Sextante, 2006

              Wikipédia

 

CONFLITO


Diz o adágio popular que “duas pessoas só brigam quando as duas querem !”

“O atributo do Criativo é a força, o do Abismal é o perigo, a astúcia. Quando a astúcia tem a força diante de si há conflito.”

Quando uma pessoa julga estar correta em seus pontos de vista (desde que avaliados com coerência) e encontra 0p0sição (radical, principalmente) ocorre o conflito. Convém lembrar que quando não se tem convicção de se estar certo a oposição permite o aparecimento da astúcia.

Se estamos envolvidos em um conflito devemos compreender  que a melhor solução para a resolução do problema está em uma lúcida e firme prudência que possibilita a conciliação e nos leva ao encontro do oponente. Não podemos esquecer que nossos direitos e deveres precisam estar bem definidos e nossas orientações espirituais devem estar convergentes a fim de que a causa do conflito seja eliminada, antecipadamente.

Quando aumentam os desentendimentos há o crescimento da intranquilidade e, por conseguinte, a possibilidade de novos conflitos. Não é preciso culpar-se uns aos outros. Pelo contrário, manter a serenidade é o propósito maior para se chegar a uma solução do problema. As réplicas de ofensas só levarão à desestruturação dessa relação. Seriedade e cautela são pilares que consolidarão a estrutura da compreensão e do discernimento.

Proceder como os dois asnos que olham em direções opostas sem observar que o feno está ao redor é, no mínimo, estupidez. Manter pontos de vista doentios (“nasci assim, vou morrer assim”, por exemplo) é insensatez que leva à desorganização das relações interpessoais – pela visão míope de um dos interlocutores – e consolida o afastamento das pessoas envolvidas no conflito.

Pedir desculpa é um ato de humildade, reconhecer o êrro é ato de grandeza. Dizem que “só os  mais fortes perdoam”. Mais fortes de amor, de elevação espiritual, de compreensão. Eleva a auto-estima, permite o bom humor, leva a pessoa a um patamar de alegria, de conquistas e superação.

Recuar não é desonra, é sabedoria. É mudar a atitude e encontrar a paz em perfeita harmonia com a lei natural e eterna. È preciso ser poderoso mas, também, justo para prevalecer o que é correto. É aceito que aquele que tiver razão encontrará suprema boa fortuna.

Fonte : I Ching – O Livro das Mutações