DO CAOS À ESPERANÇA


Sinais. Terremotos, enchentes, frio intenso, chuvas torrenciais, tsunamis. Violência humana. Forças da natureza em expansão.

Tudo mudou, de repente ? Não, não mudou, repentinamente. Já de algum tempo observamos mudanças climáticas abruptas. Os seres humanos perderam ou deixaram de lado valores baseados em princípios. Busca-se incessantemente o ter, o consumo, o hedonismo; as relações interpessoais estão dirigidas para as redes sociais. Roubos, furtos, assassinatos, estupros, corrupção; falhas de caráter, ganância, hostilidade entre povos.

Desprêzo à vida humana e animal. Desrespeito ao meio ambiente. Superpopulação. Falta de alimentos. Condições de vida sub-humanas.

A família é a célula maior da sociedade. Membros de uma família estão doentes, mental e psicològicamente. Se a família está doente significa que a sociedade está adoecida. Desentendimentos entre pais e filhos e, muitas vezes, agressividade mútua. Laços familiares rompidos; relações afetivas dilaceradas pela incompreensão e pela falta de discernimento. Continuar lendo

A RETIRADA


JESUS ensinava : “Eu vos digo : não resistais ao mal “.

Quando o poder obscuro ascende o luminoso se retira a uma posição segura a fim de que a escuridão não possa alcançá-lo e consiga prejudicar os valores éticos, morais e espirituais que são atributos de sua personalidade. É necessário compreender que esse recuo não resulta da livre vontade humana mas sim das leis que governam a natureza.

Nessas circunstâncias, as forças hostis (aqui favorecidas pelo tempo) conseguem avançar causando intrigas, provocando dissabores, favorecendo malidicências e interpretações de toda sorte o que é atributo de pessoas perversas, malignas, doentias que, através de mexericos e bajulações conseguem (pela incapacidade das pessoas despreparadas de conhecimento espiritual, principalmente) alcançar seus objetivos pueris, mesquinhos e patológicos, na maioria das vezes. Continuar lendo