O INESPERADO


Todos nós, humanos, nos deparamos, diàriamente, com dificuldades, as mais diversas, sejam no campo pessoal, profissional, social. Os contratempos tomam dimensão maior do que realmente são quando não sabemos distinguí-los de pequenos sofrimentos. Isso nos leva a passar, muitas vezes, o dia todo a resolver situações que, no frigir dos ovos, só desgastam nossa energia, nossas relações interpessoais.

Somos sujeitos de nossa própria felicidade. Despertemos nossa sensibilidade, desenvolvamos hábitos sadios e positivos; que se possa compreender falhas e erros. Olhemos a vida com menos críticas, julgamentos, exigências e, quem sabe, possamos  desfrutar de momentos mais felizes.

O ser humano foi aquinhoado por Deus com uma natureza essencialmente boa. Seguindo esse princípio o ser humano alcança uma inocência que, comparativamente, relembra as palavras de Jesus : “Deixai vir a mim as criancinhas pois é delas o reino dos céus”.O bem que é feito sem intenções de receber vantagens ou recompensas sempre traz sucesso e permite o favorecimento da perseverança.

“Os impulsos primordiais do coração são sempre benéficos”. ” Todo trabalho deve ser realizado por seu intrínseco valor, de acordo com o momento e as circunstâncias, e não com vistas ao resultado. Assim, qualquer trabalho frutificará, e tudo aquilo que se empreender terá sucesso “.

Todavia, algumas vezes, o infortúnio acontece sem que alguém tenha culpa . Também, não se pode esquecer que não perdemos o que é verdadeiramente nosso, nem mesmo se o jogamos fora. Assim sendo, não devemos ficar angustiados e devemos permanecer fiéis à nossa própria essência sem dar ouvidos a pessoas que nem merecem a nossa amizade muito menos a nossa confiança.

Se males inesperados procedem do exterior, se não têm origem na natureza do ser humano, não devemos recorrer a meios externos para eliminá-los; com diálogo, com humildade poderemos solucioná-los sem perda do bem maior que Deus nos deu, o amor.

Se, ainda, não chegou o momento apropriado do sucesso e do progresso devemos esperar com tranquilidade o que a natureza, por certo, nos proporcionará desde que tudo se faça sem segundas intenções. Não sejamos opositores do destino. Sejamos pacientes nessa espera e tudo o que queremos acontecerá segundo as forças do universo.

O inesperado é a própria vontade de nosso Pai maior.

Felizes os que podem compreender, perdoar. Amor, compreensão, discernimento; volto a ressaltar as palavras de Jesus. Ele, também, nos ensinou que devemos viver “o aqui e agora”. As forças do Universo conspiram a favor de quem tem o bem dentro de si.

O inesperado…