Saúde – sobrepeso em mulheres


As mulheres, principalmente, nos dias atuais, buscam, incessantemente, perder ou ganhar peso corporal de acordo com as suas ou as “conveniências sociais”.

À época do Renascimento, as mulheres foram expostas nas telas dos gênios da pintura com seios fartos, quadris largos, coxas grossas; elas eram “cheinhas”.

Atualmente, procuram os mais diversos meios (dietas, as mais diversas, exercícios aeróbios e anaeróbios, medicamentos) para perderem peso, pois, uns “quilinhos” a mais levam à ansiedade e, por conseguinte, à inadequação emocional. Ficam irritadiças, humor flutuante, com insônia ou sono demasiado, sensação constante de estarem “diferentes” das outras mulheres.

Pior que tudo é quando começam a fazer comparativos entre os ganhos e perdas de calorias durante o dia (e isso ocorre quase que inevitàvelmente) propiciando a instalação de um quadro psicológico de transtorno obsessivo-compulsivo.

Surgiram os mais diversos tratamentos clínicos e cirúrgicos para proporcionarem maior higidez física e mental e levando as pessoas a se sentirem “em pleno bem-estar consigo e com o mundo”. Esse bem-estar é autêntico (as pessoas desejam mesmo isso ?) ou superficial (fazem porque “todo mundo faz” ?) ?

Os parâmetros de beleza são subjetivos; ninguém gosta de outra pessoa seguindo uma cartilha de preceitos e atributos prèviamente instituidos por algum ousado “conhecedor da beleza”. Lógico que cada uma pessoa deseja se sentir mais bonita para si mesma e para os outros pelos mais variados desejos.

Todavia, entre buscar a saúde física e mental de maneira “natural” e procurar alcançá-las, pura e simplesmente, para “se sentir bem” porque “todo mundo faz” existe uma distância enorme entre saúde e doença.

A boa notícia para quem não consegue equilibrar seu peso corporal com a sua vontade é que foi lançado no mercado de consumo um novo medicamento indicado como antidiabético, a liraglutida, vendido no comércio com o nome de Victoza.

Ainda não totalmente liberado como emagrecedor o produto, entretanto, “está fazendo milagre”. Vale, outrossim, relembrar o que muitas mulheres esqueceram relativo à perda de calorias diárias.

Nós, brasileiros, consumimos, em média, 2000 calorias por dia. Se reduzirmos 40% desse total (800 calorias) já estaremos perdendo peso. E para isso ocorrer basta deixarmos de ingerir o equivalente a :

. 2 pedaços de bolo de chocolate ou

. 2 pedaços de pizza quatro queijos ou

. 2 pacotes pequenos de pipoca ou

. 1 cheese bacon ou

.1 prato de feijoada ou

. 1 porção de amendoim.

Os médicos sabem do mecanismo de atuação do GLP-1, o principal hormônio associado à sensação de saciedade e à produção de insulina. Não convém salientá-lo nesse momento.

É necessário e obrigatório ressaltar que qualquer medicamento só deve ser usado quando prescrito por médico.

Espiritismo


continuação

“O fenômeno mediúnico é a origem do Espiritismo. Mas, também, sua sustentação e continuidade. É a própria vacina para que o Espiritismo não venha a se tornar uma religião dogmática, cadaverizada, com conceitos e interpretações impostas por intelectuais, grupos, associações, federações, ou seja lá o que venha surgir como substitutivo da escolástica e suas consequências.”

Princípios básicos da Doutrina Espírita

“O Espiritismo veio recordar e complementar os ensinamentos de Jesus. Alguns dos princípios do Espiritismo são:

1. a existência de Deus

2. a imortalidade da alma

3. a reencarnação

4. o esquecimento temporário das vidas passadas

5. a comunicabilidade dos espíritos

6. a fé raciocinada

7. a lei da evolução

8. a lei do amor

9. a pluralidade dos mundos habitados.”

(site = http://www.cema.org.br)

“O que é obra dos homens se desfará, mas nada pode desfazer o que é obra de Deus”. Gamaliel (Atos, 5:35 a 40)

“Contra a vontade de Deus não poderá prevalecer a má vontade dos homens.” (Allan Kardec)

continua…

Espiritismo


Não se pode precisar com exatidão a data de aparecimento do Espiritismo.

Esses fatos sempre existiram desde os tempos mais remotos de nossa civilização.

Espíritas ingleses e americanos assinalam como data inicial do espiritismo, em tempos modernos, o dia 31 de março de 1848, na cidade de Hydesville, no Estado de Nova York, com o caso das irmãs Fox.

Na antiguidade e na idade média houve uma época de preparação dos adventos do movimento espírita com Emanuel Swedenborg.

Devido a posição da Igreja que não aceitava esses “ensinamentos”, a doutrina tornou-se popular e a sua prática foi alterada em sua essência.

O professor Hyppollite Léon Denizard Rivail, conhecido com o pseudônimo de Allan Kardec, lançou em 18 de abril de 1857 a obra “O Livro dos Espíritos” expondo os princípios fundamentais da Doutrina Espírita. Publicou várias outras obras como o “Livro dos Médiuns”, “O Evangelho segundo o Espiritismo”, “O Céu e o Inferno”, “A Gênese”.

Ele fundou o primeiro Centro Espírita do mundo, a Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas.

No Brasil, em pleno Império, em 17 de setembro de 1865, surgia o “Grupo Familiar de Espiritismo”, na cidade de Salvador, Bahia.

Em 2 de agosto de 1703, no Rio de Janeiro, surge a “Sociedade de Estudos Espíritas – Grupo Confúcio”. E já em 1881 foi realizado o “1º Congresso Espírita do Brasil”.

Continua…

Cromoterapia


Ciência que utiliza as cores do espectro solar para restaurar o equilíbrio físico-energético em áreas do corpo humano atingidas por alguma disfunção.

É um tratamento que usa frequência de ondas eletromagnéticas para tratar distúrbios orgânicos, restaurando o equilíbrio de todo o ser.

As maiores civilizações antigas, dentre as quais se destacam a egípcia, grega, indiana e chinesa, principalmente, utilizaram a cromoterapia como um recurso de tratamento de pessoas enfermas em seus aspectos físico, mental e espiritual.

Destacamos, em especial, todo o conhecimento cromoterápico da comunidade dos Essênios com os quais Jesus teve longo relacionamento durante sua vida.

A civilização egípcia, em 2800 a.C., atavés de IMHOTEP, considerado o pai mundial da Medicina e que escreveu os primeiros livros da ciência médica em rolos de papiro, utilizava, frequentemente, a Cromoterapia em suas atividades de restauração da higidez físico-mental das pessoas adoecidas. Hipócrates estudou a matéria médica durante três anos no Egito e retornou à Grécia fundando ali a primeira Escola de Medicina.

As 7 cores do espectro solar e sua utilização no corpo humano

. VERMELHO = aumenta a energia vital

. LARANJA       = proporciona maior alegria, jovialidade e libido, elimina gorduras em

áreas localizadas

. AMARELO      = desenvolve a criatividade, purifica o sistema e é benéfico para a pele

. VERDE             = aumenta a capacidade física e mental

. AZUL                 = acalma e equilibra, é analgésico, regenera as células dos músculos, nervos, pele e aparelho circulatório

. ANIL                   = anestésico, coagulante e purificador da corrente sanguínea, limpa as correntes psíquicas

. VIOLETA            = sedativo dos nervos motores e sistema linfático, cauteriza as infecções e inflamações.

Fonte:

htpp://br.geocities.com/emilia

htpp://www.cromoterapia.org.br/

htpp://www.jjcabeleireiros.com.br/2008