A LUZ


A rua está deserta e não vejo Você.

Cai a chuva e não sinto Você.

Os carros buzinam e não ouço Você.

Onde Você está?

Você está dentro de mim.

Nas minhas palavras, nos meus atos, nos meus pensamentos.

Eu estava cego, anestesiado, surdo.

Senti a força do Vosso amor,

A Luz que alumia meu caminho,

A centelha que desperta o sono

Da minha ignorância espiritual!

Estou ganhando a Luz… meu Pai!

(LAERTE  MAUÉS)

Anúncios

Recado das Estrelas


As pessoas da Terra parecem insanas, pois digladiam-se a todo instante, mais parecendo bestas em fúria do que seres espirituais em evolução. Mesmo nos momentos de sossego, suas mentes estão fermentando ressentimentos, intriga e jogos de mágoa.

Ah, meus irmãos da Terra! Como suas disposições mentais são imaturas e quão infelizes estão os seus corações.

Por que chafurdam em tão tolas intenções? Que misterioso trauma causou esse vazio espiritual em suas vidas? Continuar lendo

11 Passos em Busca da Elevação Espiritual


Corpo 1 – Alma (Contato com nossa Alma / Humildade).

O primeiro passo é se relacionar com seu Ser Interior, irradiar vitalidade interna. Trabalhar o seu auto-reconhecimento, sua auto-estima. Equilibrar cabeça / razão com coração / sentimentos. Nada lhe servirá se você não viver em contato com sua alma para desenvolver sua criatividade e sua humildade. Acreditar que merece ser belo e espiritual porque Deus o criou assim. Viver na gratidão, na alegria, na criatividade, na compaixão e ser feliz por sentir a fluência da sua alma.

Corpo 2 – Mente Negativa / Protetora (Desejo de Pertencer / Proteção).

O segundo passo é sentir grande satisfação em estabelecer relações com profundidade e se sentir aceito, pertencendo a um grupo. Necessário desenvolver a sua mente protetora, a paciência e obedecer à sua própria voz interior, não atuando impulsivamente, movido pelo desejo de pertencer e agradar. É importante perceber com discernimento os riscos das situações, mantendo-se centrado. Não fazer nada para agradar o outro que vá contra seus próprios princípios. Canalize seu desejo de pertencer a pessoas de consciência elevada, numa conexão de alma para alma, em relacionamento de amor, onde você possa se sentir seguro. Proteger a si mesmo e ao outro com equilíbrio. Continuar lendo

PAI NOSSO em aramaico


Pai-Mãe, respiração da Vida. Fonte do som. Ação sem palavras. Criador do Cosmos!

Faça sua luz brilhar dentro de nós, entre nós e fora de nós para que possamos torná-la útil.

Ajude-nos a seguir nosso caminho respirando apenas o sentimento que emana de Você.

Nosso Eu, no mesmo passo, possa estar com o Seu, para que caminhemos como Reis e Rainhas com todas as outras criaturas.

Que o Seu e o nosso desejo sejam um só, em toda a Luz, assim como em todas as formas, em toda existência individual, assim como em todas as comunidades.

Faça-nos sentir a alma da Terra dentro de nós, pois assim, sentiremos a Sabedoria que existe em tudo.

Não permita que a superficialidade e a aparência das coisas do mundo nos iluda. E nos liberte de tudo aquilo que impede o nosso crescimento.

Não nos deixe sermos tomados pelo esquecimento de que Você é o Poder e a Glória do mundo, a canção que se renova de tempos em tempos e que a tudo embeleza.

Possa o Seu amor ser o solo onde crescem nossas ações.

AMÉM

Oração que está escrita em uma pedra branca de mármore, no Monte das Oliveiras, em Jerusalém, na forma que era invocada pelo mestre Jesus.

Pegadas na areia


Uma noite, eu tive um sonho…

Sonhei que estava andando na praia com o Senhor. E através dos céus, passavam cenas de minha vida.

Para cada cena que se passava, percebi que eram deixados dois pares de pegadas na areia: um era o meu e o outro era do Senhor.

Quando a última cena da minha vida passou diante de nós,  olhei para trás para as pegadas na areia.

E notei que muitas vezes, no caminho da minha vida, havia apenas um par de pegadas na areia.

Notei também que isso aconteceu em momentos mais difíceis e angustiantes do meu viver.

isso aborreceu-me deveras, e perguntei ao Senhor:

– Senhor, Tu me disseste que, uma vez que resolvi seguir-Te, Tu andarias sempre comigo, em todo o caminho. Contudo, notei que, durante as maiores atribulações do meu viver, havia apenas um par de pegadas na areia.

Não compreendo porque, nas horas em que eu mais necessitava de ti, tu me deixastes sozinho.

O Senhor me respondeu:

– Meu querido filho, jamais eu te deixaria nas horas de prova e de sofrimento. Quando vistes, na areia, apenas um par de pegadas, era o meu.

FOI, EXATAMENTE, AÍ QUE EU TE CARREGUEI NOS BRAÇOS!

Fonte: Pensava-se ser de autoria desconhecida mas foi escrito, em 1964, pela canadense Margaret Fishback Powers dedicado ao seu marido Paul Powers, na noite em que ele pediu a sua mão em casamento.