O Esconderijo Invisível


Antigamente, todos os seres humanos eram deuses.

Contudo, abusaram tanto de seus privilégios que Brahma, o mestre dos deuses, decidiu tirar deles esse poder de divindade.

Então, Brahma reuniu um conselho para decidir sobre a construção de um esconderijo que fosse impossível ser descoberto.

Os deuses das minas tomaram a palavra primeiro e sugeriram :

– Vamos enterrar o poder de divindade bem no fundo da Terra !

Brahma retrucou :

– Vejo que vocês não conhecem bem a curiosidade do homem ! Ele vai remexer, vai fuçar e, um dia, acabará encontrando-o.

– Nesse caso, vamos jogá-lo nas profundezas dos oceanos !

Brahma suspirou :

– Conheço muito bem os homens… Cedo ou tarde eles vão explorar o fundo dos oceanos e trazer de volta o poder de divindade para a superfície. Eles são eternos insatisfeitos.

Os deuses das minas não sabiam mais o que dizer.

– Se é assim, onde vamos escondê-lo ? Se formos acreditar em você , não existe um lugar na Terra, no céu ou no fundo dos mares que os homens não possam chegar um dia…

Então Brahma retomou a palavra :

Já sei o que vamos fazer .Vamos esconder o poder de divindade no mais íntimo do coração dos homens, porque é o único lugar onde eles jamais vão imaginar procurar.

Desde essa época, o homem deu a volta ao mundo, mexeu e remexeu, explorou, sondou a profundidade dos mares…em busca de “alguma coisa” que está dentro dele mesmo.

(Lenda hindu)

Fonte : Fábulas filosóficas – Michel Piquemal/Philippe Lagautrière – Companhia Editora Nacional.

Imagem : esconderijo-do-observador.blogspot.com

Anúncios