Baratzil


A Terra das Estrelas

Segundo a História, o nome do nosso país originou-se de uma madeira chamada Pau-Brasil.

No entanto, de acôrdo com alguns sensitivos, a palavra advém de Baratzil – têrmo originário do Devanagari (língua sagrada, raiz do sânscrito), onde B’ARA=reflexo e TZIL=a luz, a estrela; portanto, BARATZIL significa o “O Reflexo da luz ou das Estrelas”.

Ainda segundo esses estudiosos, tudo começou quando o continente Lemuriano, o grande império de Mu, desapareceu no oceano Pacífico, restando desse continente somente algumas ilhas, após ” grandes erupções vulcânicas e um sem número de maremotos que culminaram com o surgimento da Cordilheira dos Andes e a aparição do grande lago Titicaca, que nos dias de hoje fica exatamente entre a Bolívia e o Peru “.

Fala-se, também, que a magnífica civilização Tolteca, que teve origem da terceira sub-raça da Atlântida, e que estava estabelecida nessa região, foi totalmente destruída por esses cataclismos.

Há que se ressaltar o que nos diz Roland Stevenson, na obra Uma Luz nos Mistérios Amazônicos, publicada em 1994 pela SUFRAMA: ” A mais sensacional de todas as descobertas parece-nos ser a efetuada a partir das imagens do RADAM (projeto do Ministério das Minas e Energia, do Departamento Nacional de Produção Mineral) de um LAGO EXTINTO, de enormes proporções – 400 km de extensão e 80.000 km quadrados, ocupando parte dos territórios do Brasil e Guiana. Tudo indica tratar-se do legendário lago Parime, em busca do qual milhares de expedicionários perderam suas vidas “.

Em outro trecho acrescenta : ” EL DORADO ou PAITITI, o LAGO MANOA, eram bem reais “. Adiante, ressalta que ” novas informações nos mostraram que a diferença de vegetação verificada acima e abaixo das marcas nas serras devia-se ao fato de que a água do lago tinha sido salgada “.

Roger Feraudy, estudioso de pesquisa e trabalho na área espiritual, enfatiza que é ” perfeitamente possível que esse imenso lago seja o que restou do mar interno que cortava o norte e nordeste do Brasil em épocas remotíssimas e ligava os dois oceanos, Atlântico e Pacífico “.

Fonte :

Baratzil, a Terra das Estrelas, Roger Feraudy, Editora do Conhecimento

Anúncios