Narcisismo


continuação…

Segunda teoria dos impulsos

Repousa sobre a distinção entre impulsos de vida e impulsos de morte :

° impulsos de vida (EROS) envolvem numa mesma unidade a oposição da auto-conservação e da conservação da espécie;

° impulsos de morte (THANATOS) têm por fim a dissolução dos conjuntos, sendo o fim de todo ser vivo a volta ao inorgânico.

Maturação dos impulsos

zonas erógenas : regiões do corpo cujo estímulo condiciona a satisfação libidinosa.

° fase oral primitiva (sucção) : primeiro trimestre de vida

° fase oral tardia : começa no segundo trimestre;

a mordida substitui a sucção : a união íntima com o objeto implica sua destruição : criança ambivalente; o interesse, sobretudo, pelo próprio corpo : criança narcisista.

° fase sádico-anal : segundo e terceiro anos de vida

as tensões se descarregam, principalmente, pela defecação;

a satisfação libidinosa está ligada à evacuação e à excitação da mucosa anal

ambivalência e bissexualidade

° fase fálica : entre os terceiro e quinto anos de vida

órgãos genitais (pênis e clitóris) tornam-se a zona erógena dominante;

as tensões descarregam-se, principalmente, pela masturbação genital acompanhada de fantasias;

COMPLEXO DE ÉDIPO (positivo) : consiste no fato de que, intensificando seu amor pela mãe, sente um conflito entre o amor pelo pai (baseado na sua identificação com o pai) e o ódio contra este; a angústia de castração leva o filho a renunciar a posse exclusiva da mãe.

COMPLEXO DE ÉDIPO (negativo) : ocorre quando a mãe é considerada impedimento ao amor para com o pai.

° fase genital : entre o sexto ano e a puberdade

período de latência (decréscimo do impulso dos instintos determinado mais pela cultura do que pelo crescimento biológico).

Anúncios