Narcisismo


Palavra que deriva de uma lenda da mitologia grega, quando Narciso, um jovem e belo rapaz, rejeitou a ninfa Eco que era desesperadamente apaixonada por êle. Foi amaldiçoado, cuja punição seria amar a si mesmo incontrolável e permanentemente quando, principalmente, visse sua imagem refletida na água. Por não conseguir controlar sua paixão por si mesmo, Narciso suicidou-se por afogamento.

Freud acreditava que, desde o nascimento, o ser humano ” carrega ” algum nível de narcisismo dentro de si.

Narcisismo ” significa aquele estado de ânimo, aquela atitude espontânea do homem, em que o indivíduo se elege a si próprio, ao invés de aos outros, como objeto de amor “. (Karen Horney).

Não discutiremos as diversas linhas de pensamento sobre o assunto mas, parece-nos pertinente, apresentar alguns dados sobre este tema.

Instinto: ” comportamento animal fixado pela hereditariedade e característico da espécie “.

Impulso: ” ímpeto energético e motor que faz tender o organismo para um fim “.

Existem três momentos no desenvolvimento do processo impulsivo:

° fonte : estado de excitação no interior do corpo;

° fim : suprimir essa excitação;

° objeto : o instrumento por meio do qual se obtém a satisfação.

O impulso é um conceito-limite entre o biológico e o mental.

Teoria dos impulsos (até 1920)

° impulsos sexuais, são manifestações dinâmicas (libido)

° impulsos do ego

O conflito dos impulsos sexuais e dos impulsos do ego é o sentido do conflito neurótico.

Primeira modificação da teoria dos impulsos: descoberta do narcisismo (1911/14).

° tese: uma parte do egoísmo, do amor-próprio é da mesma natureza que a libido investida sobre os objetos exteriores.

Libido : é a energia geral dos impulsos sexuais investida sobre o ego, sobre outrem ou sobre as coisas.

Quanto mais o indivíduo ama a si próprio, menos ama os objetos e inversamente.

continua…

Anúncios