ALERGIAS


A alergia é uma reação de hipersensibilidade a uma substância geralmente inofensiva. (saudeinformações.com.br)

Alergia é a modificada capacidade de reação que adquire o organismo, humano ou animal, por haver sofrido uma enfermidade ou por estar submetido previamente a um tratamento com substâncias estranhas ao organismo. Von Priquet (Annibal Nogueira Junior. Terapêutica Geral, Fundo editorial 2ª edição BYK – Procienx).

Conhecimentos empíricos sobre este assunto são citados desde a Grécia e a Roma antigas e Lucrécio (século I a.C.), Soranus, Heródoto, Galeno, Hipócrates fizeram citações sobre “algo” que é incompatível com determinadas substâncias.

Foi Charles Richet  juntamente com Portier, no entanto, que firmou doutrina científica sobre esses fenômenos. Receberam o Premio Nobel, merecidamente.

Não é pertinente a dissertação sobre dados fisiopatológicos, neste trabalho, porém, cabe alertar as pessoas sobre a necessidade de buscar ajuda em unidades de saúde tão logo seja percebido um processo alérgico, na maioria das vezes, observado pelo aparecimento de prurido, manchas ou, até, bolhas (como as pessoas descrevem) pelo corpo.

É necessário, ainda, enfatizar que as “alergopatias são passíveis de tratamento e cura efetiva, tudo dependendo do grau de reatividade orgânica de cada paciente e da colaboração que o mesmo preste ao médico que o assiste”.

Para fins práticos, as alergopatias, manifestações alérgicas mais comuns (alergia alimentar, rinite, asma, dermatite) ocorrem, com mais intensidade na infância quando o sistema imune pode ser induzido à sensibilização ao invés de tolerância alergênica.

“As alergopatias resultam de uma conjunção de fatores genéticos (produção de células, citocinas e imunoglobolina E, por exemplo) e ambientais específicos (alérgenos) ou inespecíficos (tabagismo, infecções, exercícios, alterações psicossociais, tratamento e outros). Tal conjunção leva à ocorrência de uma reação inflamatória que pode ser generalizada (anafilaxia) ou localizada (vias aéreas, dermatológica, ocular, etc), determinando o fenótipo alérgico (asma, rinite, conjuntivite e outras)”.

O tratamento de uma alergia (clique aqui), na maioria das vezes, se inicia com a identificação dos alérgenos que possam estar causando o problema.

É possível a execução de vários testes que o (a) médico (a) pode solicitar: teste do arranhão, teste intradérmico, etc. Um exame de sangue mede os níveis totais e específicos de anticorpos.

Sem entrar em mais detalhes para não confundir as pessoas, CONSULTE UM (A) MÉDICO (A) antes de tomar qualquer outra medida.

Anúncios