Raiva


A raiva, para alguns, é uma emoção negativa; para outros é um sentimento positivo. Para estes, principalmente, é melhor que aceitar uma situação de maneira resignada e passivamente; não “engoli-la” e, muito menos, deixá-la dentro de nós para não transformar-se em mágoa e ódio, até.

Para outros, de nada adianta sentir raiva e perder a cabeça piorando uma situação que, na maioria das vezes, poderia ser resolvida com o diálogo. Todavia, no mundo de hoje, ponderação é uma palavra quase que exclusiva dos dicionários e difícil de locução em um diálogo entre pessoas maduras, gentis, amáveis. Mais difícil, ainda, quando as pessoas estão desprovidas de elevação espiritual que envolveria amor, compreensão, discernimento.

Ignorância cultural, intelectual, espiritual aliada ao egoísmo só piora nossos relacionamentos e nos deixa, quase sempre, com sentimento de culpa, com remorso e, infelizmente, com vergonha.

É preciso saber “conduzir” a força desse sentimento para o nosso aperfeiçoamento enquanto pessoas, principalmente, quando o motivo desencadeador seja válido (uma injustiça real, por exemplo) para quem sofre a agressão. Queremos dizer: muito mais devemos fazer para não cairmos na “armadilha” do impulso que leva ao desequilíbrio e, por conseguinte, à perda de controle mesmo estando a pessoa agredida com absoluta razão nessa situação.

Reagir por machismo, por irracionalidade, por falta de educação, falta de respeito e tantos outros motivos não só demonstra falta de equilíbrio como delimita o espaço de nossas relações pessoais.

Deveríamos “parar”, respirar profundamente, sairmos do local da “contenda” e refletirmos sobre o acontecido; há que se salientar, no entanto, que em outras ocasiões (legítima defesa, quem sabe) é preciso decidir quase que instantaneamente, o que fazer nesses momentos. É preciso “prática”.

Então, pratique o AMOR, diariamente!. Reflita sobre isso e como seguir em frente.

Anúncios

Um comentário sobre “Raiva

  1. Olá Doutor, muito bom seu artigo sobre a raiva. Vou lembrar mais ainda no dia a dia do nosso caótico trânsito, praticando tolerância, solidariedade e prudência diariamente. Valew!!!

Os comentários estão desativados.