Feliz Ano Novo


“Alguém”  já disse que o equilíbrio do existir está em viver o AQUI e AGORA…

” A esperança no Senhor é a âncora de nossas vidas.”

Que a nossa busca seja a busca de nós mesmos pois “Alguém” já disse que devemos buscar o Pai dentro de nós e não fora de nós.

Que o nosso objetivo seja o AMOR pois “Alguém” já disse que Deus é Amor e, por conseguinte, o Amor é Deus !

Que a nossa procura seja a de encontrarmos Amor, Compreensão e Discernimento pois só assim encontraremos Paz, Felicidade, Saúde física, mental, espiritual.

Que o nosso tesouro seja o da Verdade, da Humildade, da Simplicidade.

Que possamos pela meditação, pela reflexão compreender que o bem maior da humanidade é a própria vida que recebemos do Pai maior.

Que os ensinamentos desse “Alguém” conhecido como Jesus, de Nazaré, sejam penetrantes em cada um de nós e possibilitem uma vida plena de Harmonia e Paz para todos os humanos.

A Ti, meu Pai !

Happy New Year.   Bonne Année.   Feliz Ãno Nuevo.   Buon Capo d’Anno.   Gutes Neus Jahr.   Akemashite Omedetou Gozaimasu.   Novim Godon.   Gelukkig Nieujaar.   Gott  Nytt Ar.   Shanah Tovah.   Godt Nytar.

Imagens: sites paraorkut9.org e animesuasmensagens.net.  (Obrigado).

Anúncios

O Natal


Aprendemos, desde cedo, que essa festa é dedicada ao nascimento de Jesus.

Fica claro, então, que pelo menos nesse dia deverìamos elevar os pensamentos a Deus e agradecer todos os ensinamentos que o Grande Mestre veio trazer a todos os seres humanos. Ensinamentos que se resumem em uma só palavra : AMOR !

Amor a Deus (acima de tudo), a nós mesmos, aos nossos semelhantes, à natureza. Amor de verdade; na prática e não na teoria das belas palavras e mensagens ocasionais e necessárias ” à manutenção das amizades e relações comerciais e pessoais “.

Amor diferente das festas de congraçamento em que se comparece mais para trocar presentes, apertar mãos, trocar abraços sem o sentimento da amizade verdadeira.

Amor de compreensão e de discernimento; amor de perdão. Amor que eleva, que enaltece, que liberta o outro da obrigação da troca; amor que purifica como um bálsamo em uma chaga dolorida. Amor que dignifica através de uma palavra, de um cântico, de uma melodia.

Amor de sublime humildade. Amor de elevação espiritual. Amor que não julga, que não humilha, que não exalta. Amor que não é medido pela conta bancária, pela “grandeza” dos bens materiais. Amor que se consterna com a miséria econômico-financeira dos seres humanos.

Amor que não glorifica o poder pelo poder; amor que não bajula porque a força do amor é AMAR…..desinteressadamente!

Mensagem de Natal


NESTE NATAL, VAMOS MULTIPLICAR O AMOR.

 

 

 

 

Que nossas mãos possam ser portadoras de paz..

De afagos..

De carinho…

Que escorra delas

os mais límpidos sentimentos..

de bálsamos..

de alívio..

de força..

de luz…

Que possam ser espraiados na terra árida..

fazendo germinar o amor entre as pessoas..

Multiplicando cada melhor essência de nós..

Fazendo-nos fortes ao meio à tempestade..

Deixando-nos ver o sol que nasce..

Que rompe a noite..

Que se faz dia..

Que se faz belo..

Que se faz vida!

Que se chama amor…

(Jane Lagares)

Palavras Mágicas


Nos dias de hoje, as pessoas estão com muita pressa (apesar de que eu aprendi que “a pressa é inimiga da perfeição”) e voltadas para si mesmas (egoístas ? ).

Não conseguem, na maioria das vezes, enxergar quem está ao seu lado; fazem questão de mostrar que estão “longe de ambiente”; falar com estranhos, nem pensar.

Atualmente, mesmo quem esteja vestido de terno e gravata (expressão antiga !) pode ser um bandido. Por essa e outras , estão as pessoas se distanciando umas das outras e, sendo assim, “é melhor não falar com estranhos, mesmo.”

Daí, é melhor ficar em casa e falar com os outros através do computador. Dizem que é mais seguro; será ? Só quando se tem absoluta certeza com quem se fala nessa situação.

Em qualquer situação, eu insisto que devemos conservar valores consuetudinários nessas relações interpessoais, sejam no trabalho, no lar, no lazer.

Agradecer é mais que ter bons modos, é ter boa espiritualidade. (Alfred Painter)

Obrigado por me deixar chorar e por me fazer rir.

Obrigado por me compreender sem julgar.

A gratidão não é somente a maior das virtudes e sim a mãe de todas as demais. ( Cícero ).

O maior espetáculo é um homem esforçado lutando contra a adversidade; mas há outro ainda maior: ver outro homem lançar-se em sua ajuda. ( Oliver Goldsmith ).

Em dar e receber com alegria reside o segredo da felicidade. ( Khalil Gibran ).

Pode-se devolver um empréstimo em ouro, mas você fica para sempre em dívida com aqueles que têm sido generosos com seu carinho. (Sabedoria oriental).

OBRIGADO   MERCI   THANKS   GRACIAS e em todos os idiomas da Terra.

O APEGO


Desde o início dos anos 80, principalmente, que psicólogos, psiquiatras e tantos outros estudiosos buscam informações sobre a metáfora do trauma, ” cujo impacto externo deteriora de maneira permanente o universo psíquico por um longo tempo.”

Nos dias atuais, fala-se com mais ênfase em Resiliência que significa, de uma forma mais simplista, ” condições de retomada do próprio desenvolvimento após uma experiência traumática.”

Foi a psicóloga americana, Emmy Werner, nos idos de 1982, que apresentou o conceito de Resiliência.

A teoria do Apego que John Bowlby desenvolveu nos fornece precisas informações de observação, experimentação e reflexão que possibilitam uma análise sobre como uma pessoa emocionalmente traumatizada por eventos de enorme impacto (maus-tratos, violência doméstica e/ou urbana, guerras, etc.) consegue retornar a um desenvolvimento sadio.

Segundo ele, existem quatro grandes tipos de apego :

° Apego Seguro

° Apego Evitante

° Apego Ambivalente

° Apego Desorganizado

Imagem : Pensandozen.blogspot.com

O APEGO

” Naquele que tem apego, há agitação. Naquele que não tem apego, não há agitação. Não havendo agitação, há calma. Havendo calma, não há preferência. Não havendo preferência, não há ir e vir. Não havendo ir e vir, não há falecimento e renascimento.

Quando não há falecimento e renascimento, não há nem um aqui, nem um ali, e tampouco entre os dois. Isso, justamente isso, é apenas o fim do sofrimento.”

(Sidarta Gautama, o BUDA)

Aquecimento global


Antes de comentarmos sobre o tema em questão convém salientarmos algumas informações inerentes e relacionadas ao aquecimento global.

EFEITO ESTUFA

Todos sabem que a atmosfera da Terra, que é uma camada fina de gases que envolve nosso planeta, tem em sua constituição, principalmente, nitrogênio (N²) e oxigênio (O²) que juntos constituem 99% dessa atmosfera. O restante do total (1%) é composto de alguns gases, em pequenas quantidades, que incluem os “gases de efeito estufa” que, na verdade, são importantes para a manutenção do clima e dos ecossistemas terrestres. Esses gases têm a capacidade de reter o calor na atmosfera da mesma maneira que faz o revestimento de vidro de uma estufa para o cultivo de plantas.

O efeito estufa, que é um fenômeno natural e ocorre há milhões de anos, é de fundamental importância para a continuidade da vida em nosso planeta pois sem ele a temperatura média da Terra seria 33% mais baixa !

O aquecimento global assim como as mudanças climáticas referem-se, na verdade, a retenção de calor na atmosfera além do nível de normalidade.

O que está acontecendo, atualmente, decorre de um progressivo aumento na concentração dos gases de efeito estufa na atmosfera. Nos últimos 150 anos, devido as atividades mercantilistas desenfreadas do ser humano houve um aumento excessivo de emissões de poluentes para a atmosfera.

A consequência de tudo isso, segundo especialistas no assunto, será a necessidade absoluta de mudanças reais e urgentes no nosso modo de vida.

continua…

As Montanhas Rochosas no Canadá


Viajar de trem pelas Montanhas Rochosas canadenses é considerado por milhares de pessoas como uma das viagens mais espetaculares do mundo. A ferrovia se estende por um trecho de 3.620 km atravessando todo o território canadense desde o oeste de Alberta até British Colúmbia.

 

São paisagens maravilhosas que se descortinam, a todo instante,aos olhos de todos que fazem essa viagem deslumbrante. O monte Robson com 3953 metros de altitude é o pico mais alto das Rochosas canadenses e se projeta no céu da British Columbia.

Há várias opções para a realização dessa viagem com duração, tipo de trem, passeios, preços, etc., diferenciados e nos diversos meses do ano.

Armadilhas da Psiquiatria Comunitária


Há um trabalho citado por Lawrence S. Kubie (Teorias da Psicopatologia e Personalidade, Theodore Milon, PhD/University of  Illinois, da Editora Interamericana, 1973) que merece a atenção de todas as pessoas que estão envolvidas com a Saúde Mental, sejam elas, autoridades, profissionais da saúde, legisladores, juristas, cidadãos, pacientes, familiares.

Para que sirva de reflexão e, principalmente, de debates para as pessoas, realmente, comprometidas com o assunto achamos, oportuno, transcrevermos parte do artigo pedindo a devida vênia aos autores e à Editora ao nosso propósito de informar com justeza o pensamento desses profissionais.

” Um diagnóstico mais precoce e uma terapia mais precoce não é tudo que é necessário para a prevenção da psicopatologia nem tudo que é necessário para trazer a psiquiatria à comunidade.”

” No entanto, são ingredientes indispensáveis em qualquer programa de saúde mental da comunidade, uma vez que a diminuição do preconceito contra a psiquiatria trouxe um aumento na demanda articulada de ajuda por parte de todos os elementos na nossa sociedade.”

Corremos o perigo de repetir o mesmo erro ao promover o slogan da psiquiatria comunitária sem oferecer os recursos humanos para executar os seus programas.”

O fator limitante é e sempre foi a falta de suficiente pessoal treinado. Desta forma, antecipamos que o primeiro passo em qualquer campanha em favor da saúde mental comunitária seria um plano para fornecer um número suficiente de professores experimentados e de centros de treinamento para oferecer melhor treinamento na patologia individual e social e em diagnóstico e terapia, não apenas a mais psiquiatras com treino médico, mas também a cientistas comportamentais não-médicos. Notem que a ênfase seria em melhor treinamento para um maior número de homens, e não um treinamento mais curto e mais rápido.” Continuar lendo

A casa que não serve para nada


Um pobre mendigo bateu um dia à porta de uma casa para pedir um pedaço de pão, porém o dono do lugar o recebeu com agressividade :

– Como é que você quer que eu arrume pão para você? Achas que minha casa é uma padaria ?

– Então me dê um pouco de toucinho.

– Que eu saiba, não tem na frente de minha porta uma placa indicando que aqui é um açougue.

– Me dê ao menos um punhado de farinha…

– Onde é que você está vendo as pás de um moinho ?

– Então um simples copo de água.

– Isso aqui também não é um rio.

Então o mendigo baixou as calças e fez tranquilamente suas necessidades na frente da porta.

– Mas o que é que você está fazendo aí ? – berrou o dono da casa,  indignado.

– Se não tem nada para beber nem para comer, como é que alguém pode viver aí ? Então deduzi que isso aqui é uma ruína, própria para servir de sanitário.

Conto do poeta místico persa Rumi (1207-1273)

Discutindo filosofia

Aí está uma resposta bem dada! O que uma pessoa incapaz de uma caridade e de uma partilha merece ? Será que é mesmo digna de ser chamada de ser humano ?

Fonte : Fábulas filosóficas, Michel Piquemal e Philippe Lagautrière, Companhia Editora Nacional.

Gestão de Recursos Humanos


continuação…

Efeitos negativos dos conflitos

° desviam a atenção dos objetivos da organização

° tornam a vida na organização uma eterna derrota (“perdedores habituais”)

° o gerente é visto como árbitro parcial (favorecendo grupos em detrimento de outros)

° propiciam sabotagens internas na organização

° percepção de estereótipos (perdedores, ganhadores, culpados, inimigos, etc)

Efeitos positivos dos conflitos

° bons elementos de socialização na organização

° ajudam a equilibrar as relações de poder dentro da organização

° propiciam a formação de alianças

Os conflitos permitem perceber quando as relações estão desgastadas e/ou quando as normas da organização estão se tornando desatualizadas ressaltando a necessidade de novas políticas em diferentes áreas. Mas, também, os conflitos permitem a possibilidade do aparecimento de novas lideranças na vida organizacional.

No serviço público, seria de muita importância trabalhar a noção de objetivos comuns mas a realidade mostra que nem sempre esse trabalho é bem sucedido no âmbito das organizações governamentais.

Compromisso

Apesar de quase todos os gerentes do setor da saúde e autores de trabalhos sobre o tema em foco falarem e mencionarem os funcionários da área como destituídos de compromisso com o sistema, com seu trabalho e com sua organização resta saber se esse comportamento é exclusivo da área da saúde.

O compromisso é visto, às vezes, como razão direta da motivação e esta como um substituto (insatisfatório) da busca de sentido no trabalho.

O que buscam as pessoas nas organizações ?

Na Administração de Qualidade, um dos pontos mais citados e menos compreendido é o fato de que NÃO SE DEVE IMPEDIR QUE O TRABALHADOR SE ORGULHE DO QUE FAZ, ou seja, se a organização não oferece ao trabalhador as condições adequadas de trabalho ele tenderá a se sentir descontente com os resultados. (Malik). Se tal fato ocorrer constantemente o trabalhador perderá o estímulo para realizar seu trabalho a contento, pelo menos naquela organização.

Motivação

Sendo a motivação intrínseca a cada indivíduo pode-se afirmar que ninguém motiva ninguém. A motivação, além disso, não garante desempenho.

Teorias clássicas da motivação

1. a hierarquia das necessidades de Maslow que as divide em cinco grandes categorias:

° fisiológicas

° de segurança

° sociais

° de reconhecimento

° auto-reconhecimento

2. os fatôres higiênicos e motivacionais de Herzberg, divididos em dois grupos :

° a falta dos fatôres higiênicos (condições de trabalho, salário, tipo de chefia, etc) “atrapalharia” a motivação e empurraria os trabalhadores para além da indiferença, na direção da desmotivação.

É preciso, ainda, lembrar que a maneira pela qual se oferecem incentivos e condições de trabalho varia conforme o trabalhador, ou seja, os trabalhadores são pessoas e estas são imprevisíveis e inconstantes mudando de opinião e de necessidades.

continua…

Epilepsia (s)


Conhecida desde os tempos mais antigos da humanidade, a epilepsia na antiga Babilônia não permitia que pessoas portadoras dessa “doença” contraíssem matrimônio com o argumento de que eram possuídas pelo demônio. Era considerada na Idade Média uma doença mental e contagiosa cuja visão perdura até hoje nas pessoas que não têm informação correta sobre o assunto.

O conceito “moderno” sobre o tema começou na metade do século 19 quando o Dr. Hughlings Jackson, um médico escocês, disse: “epilepsia é uma descarga ocasional, súbita, maciça, rápida e local da massa cinzenta do cérebro”.

Atualmente, ” a epilepsia não é mais considerada uma moléstia e sim um sintoma de atividade elétrica cerebral perturbada, causada por uma ampla variedade de distúrbios”. Ela é caracterizada por descargas elétricas transitórias que ocorrem com ou sem convulsões; são crises de ocorrência periódica.

Apesar de todo o avanço da Medicina, ainda se ignora a patogênese especial do distúrbio cerebral funcional, paroxístico, em que se baseiam os ataques epilépticos.

Essas crises ocorrem em qualquer idade sendo que 75 a 90% das pessoas portadoras de epilepsia experimentam sua primeira crise antes dos 20 anos de idade.

Suas causas são atribuídas às condições metabólicas (período neonatal), meningite, encefalite, abcessos (na infância), traumatismo craniano, tumores cerebrais, moléstias cérebrovasculares (em adultos jovens e adultos).

Sabe-se, então, que a epilepsia “é um conjunto de distúrbios, todos caracterizados por descargas neuronais excessivas, paroxísticas; esses distúrbios variam tão amplamente (desde os dificílmente notados lapsos momentâneos de atenção ou conservação na “ausência”, até as convulsões tônico-clônicas das crises tipo grande mal que se fala em epilepsias”.

Uma nova nomenclatura classifica as crises epilépticas em:

A. crises parciais (localizadas)

a. simples      (sem perturbação da consciência)

b. complexas (com perturbação da consciência)

B. crises generalizadas (simétricas nos dois hemisférios cerebrais)

a. pequeno mal                    ausências

b. motor menor                   mioclônica

c. grande mal                         tônico-clônica

d. ataques de queda           espasmos infantis, atônica

C. status epilepticus (são crises parciais ou generalizadas prolongadas, sem recuperação entre os ataques).

continua…..

Solidão


Soneto de Fidelidade

De tudo ao meu amor serei atento

Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto

Que mesmo em face do maior encanto

Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento

E em seu louvor hei de espalhar meu canto

E rir meu riso e derramar meu pranto

Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure

Quem sabe a morte, angústia de quem vive

Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):

Que não seja imortal, posto que é chama Mas que seja infinito enquanto dure

Vinícius de Moraes

Parintins


Há alguns anos, meu pai Abelardo, que era tabelião, foi transferido de um município do interior do Amazonas para o município de Parintins.

Aqui viveu muitos anos de sua vida ao lado de minha mãe, sua esposa Yolanda, e de um irmão, Waldemar. Conviveu, também, com outro irmão, tio Amadeu. Quanta coisa ele contou a todos nós, seus filhos, parentes e amigos sobre essa cidade, principalmente. Falava muito e era apoiado pela Dió (assim mamãe era chamada por todos com muito carinho) sobre a “pavulagem” dos parintinenses que ele traduzia como uma vontade férrea desse povo de buscar sempre as melhores condições de vida.

Passava horas a falar sobre os amigos que fizera na cidade. Não vou citá-los por recear não lembrar de todos. Sei, hoje, que foram muitos por constatar “in loco” a lembrança que muita gente me faz recordar do velho pai. Continuar lendo

Pais saudáveis ou doentes


Diz a Psicologia que uma pessoa, desde o seu nascimento até os dez anos de idade, recebe dos pais, parentes e responsáveis, cerca de cem mil “NÃO” como resposta “educativa” aos seus anseios e vontades.

“Não dorme, não pega, não sai, não pula, não joga, não corre, etc., são alguns dos “ensinamentos” dos pais aos seus filhos.

Nada disso, todavia, é tão danoso às pessoas quanto, por exemplo, as “dificuldades de relacionamento” entre os pais e assistidas pelos filhos. Esses desentendimentos entre os cônjuges permitem que os filhos assimilem comportamentos indesejados nos diversos níveis de convivência humana.

Essas crianças humilhadas, abusadas fìsica ou verbalmente, espectadoras de cenas de violência no lar se tornam inseguras, com sentimentos de culpa e desenvolvem transtornos de ansiedade, medo, fobias, pânico, agressividade. Continuar lendo

Dia dos Pais


Data comemorativa que, segundo os historiadores, remonta à Babilônia há mais de 4 mil anos, quando um ” jovem moldou em argila um cartão que desejava sorte, saúde e longa vida a seu pai”.

No decorrer dos anos apareceu nos Estados Unidos, em 1909, na cidade de Spokane, Estado de Washington, o Dia dos Pais bobos.

Em 1972, o Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, tornou oficial o Dia dos Pais; data que é comemorada no terceiro domingo de Junho. Diversos países comemoram essa data à mesma época.

No Brasil, comemora-se esse dia no segundo domingo de agosto. Foi iniciado na década de 50 e comemorado, pela primeira vez, no dia 14 de agosto de 1953, quando se festejava o dia de São Joaquim, patriarca da família.

Pai, tantas coisa eu queria te dizer, Cresci ao teu lado ,e o tempo passou, e não sobrou tempo e até coragem para dizer o quanto você é importante, na minha vida, no meu dia a dia… Pai, os momentos mais difíceis de minha vida, você estava ao meu lado. Nos momentos de alegria, estava você lá do meu lado. E hoje nesse seu dia, entre todos outros dias, gostaria muito de estar do teu lado… Palavras não terei para expressar o quanto amo você, para dizer-te o quanto és importante em minha vida inteira.. Continue sempre assim, pois se você na altura do campeonato resolver mudar, certamente não vai dar certo, pois gosto de você como você É. Feliz Dia dos Pais

Autor desconhecido

Pai, estamos nós, os seus sete filhos, com muitas saudades de você ! Mas, o senhor sabe que para nós todo dia é Dia do Pai. Também, sabemos que o melhor presente que o senhor recebeu foi o de estar ao lado de Deus. Sua vida, hoje, é Luz… Eternamente Luz… Obrigado por tudo, pai amado !

Boas Maneiras e Etiqueta Urbanas


Como ressaltamos em artigo anterior, as regras de comportamento podem mudar com o tempo e cada região do planeta.

Essas regras servem para nos relacionarmos com outras pessoas de maneira harmoniosa, saudável e pacífica, seja no metrô, no trânsito e em todos os locais públicos ou privados onde haja reunião de seres humanos.

No metrô

Foto publicada na edição de n° 427, de 24 de julho de 2006, na revista Época

1. Você quer ouvir música ? Não incomode os demais com o volume alto do seu aparelho;

2. se você vai levar comida gordurosa nesse transporte público saiba que outras pessoas podem sentir enjôo com o cheiro do alimento;

3. controle os movimentos do seu filho senão alguém poderá fazê-lo;

4. sua vontade é tão grande de ver o decote da moça ?;

5. não há como comprar o seu próprio jornal ?;

6. está cansado de uma longa noitada ou por excesso de trabalho ? Espere chegar em sua casa e durma na sua cama.

No trânsito

° lembre-se que a calçada é para os pedestres e não para estacionar veículos;

° se estiver usando skate, bicicleta ou motocicleta não pegue “carona” de caminhão ou veículos de maior porte;

° não pare ou estacione em fila dupla; é infração grave. Pode ocasionar acidentes ou pequenos congestionamentos;

° pessoas não devem atravessar ruas ou avenidas fora das faixas de proteção;

° você, motorista, parou seu carro em cima da faixa ? Procure, com segurança, dar marcha a ré;

° não dirija com um dos braços fora do veículo. Mantenha suas mãos no volante;

° cuidado com o uso do celular enquanto estiver dirigindo seu veículo;

° observe com muita atenção e cuidado as manobras em zigue-zague dos motoqueiros no trânsito;

° não buzine em frente de hospitais, principalmente; use o farol para dar sinal.

Fonte:

. Revista Época

. Na sala com Danuza

. Boas maneiras e Etiqueta, Martha Calderaro


A Terceira Alternativa


Todos nós já tivemos oportunidades de encontrarmos dificuldades, conflitos e desafios em nossa vida. Lidar com as diferenças humanas, nos dias de hoje, principalmente, seja em nosso lar, no trabalho ou mesmo no lazer tornou-se um dos problemas mais difíceis em nosso existir.

Acreditamos que a autoridade moral e a confiança são dois alicerces dos mais sólidos para se estabelecer relações saudáveis entre as pessoas. No meu entendimento, todavia, a base fundamental de qualquer relação humana é o AMOR.

Amar significa não violentar, não agredir, não se utilizar de preconceitos para submeter outras pessoas a vexames, à humilhação. Amar significa ter compreensão e discernimento. Amar significa doação, respeito, benefício mútuo. Continuar lendo

Benditas sejam as mãos


Benditas sejam as mãos que tecem os fios da vida…

Mãos que oram e pedem;

Mãos que oferecem guarida;

Mãos que aproximam e mãos que agradecem;

Mãos que a dor aliviam e mãos que curam feridas;

Mãos que aplaudem e mãos que acariciam;

Mãos que escrevem sábios dizeres e mãos que pintam poesia;

Mãos que tocam as cordas sensíveis do coração;

Mãos que trabalham e suam;

Mãos que plantam o trigo;

Mãos que fazem o pão…

Benditas sejam, ó mãos, que regem a grande

orquestra da Vida !

Alencar Medeiros

Vulcões – cinturão de fogo


O têrmo vulcão vem do latim Vulcanus, o deus romano do fogo, que era conhecido pelos gregos com o nome de Hefastos e que era representado com uma forja na mão.

O estudo científico mais intenso sobre os vulcões teve seu incremento quando o canadense Tuzo Wilson apresentou sua teoria sobre as placas tectônicas dando início à compreensão da origem e do funcionamento dos vulcões. Essa teoria, já comprovada, demonstra a existência de uma camada mais externa da crosta da Terra formada por blocos de rocha que se encaixam e que flutuam em cima de uma camada interior de material derretido, o magma.

Os vulcões que surgem nos locais onde essas placas se chocam ou se afastam expelem, em suas erupções, esse material incandescente. Continuar lendo

Boas Maneiras e Etiqueta urbanas


Desde muito tempo existem regras de convivência social. Do Egito antigo, quase 5 mil anos atrás, passando pela China de Confúcio que escreveu, também, regras para falar e comer corretamente, até Benjamin Franklin e George Washington, dois dos fundadores dos Estados Unidos, autores de regras de conduta para jovens, nosso comportamento mudou  substancialmente, principalmente, nos tempos atuais, com nossas cidades superlotadas com pessoas dos mais diversos tipos e com as mais diversas necessidades.

A etiqueta morreu? Acreditamos que não. Talvez, haja uma necessidade de relembrá-la, diariamente. As pessoas vivem aceleradas, introspectivas, egoístas, até, e não percebem, muitas vezes, seu comportamento agressivo no lar, no trabalho, no lazer, no seu dia-a-dia, enfim!

Podemos conviver pacìficamente no mundo atual? Claro que sim. Perceba as situações, na figura, de como não devemos nos comportar em ambientes públicos, por exemplo.

Foto publicada na revista Época n° 427, de 24 de julho de 2006, pág. 72/73.

1. sua namorada está com você, esqueceu?

2. se você quer passear com seu cão de estimação, vá ao parque onde ele poderá fazer suas necessidades em local adequado;

3. conduza seu carrinho do bebê pelas calçadas sabendo que tem preferência mas cuidado com as outras pessoas;

4. vá usar seu skate nos locais apropriados e não nas calçadas importunando os demais transeuntes;

5. você tem menos de 8 anos para andar de bicicleta nas calçadas?;

6. nossa! Você é tão discreto assim?;

7. você até que pode fumar em lugares públicos abertos mas os outros precisam respirar sua fumaça?.

É de bom alvitre observar algumas regras quando se está trabalhando para não cometer gafes, tão comuns nos dias de hoje:

° se alguém chora é por algum motivo; seja solidário (a);

° não importune os colegas com o toque alto do celular;

° se o computador de alguém está ligado e com a tela aberta não significa que se deva bisbilhotar o trabalho do colega;

° a sua mesa é de trabalho; não coloque objetos pessoais demais em cima dela;

° paquerar no trabalho pode ser assédio sexual. Cuidado!;

° se você é chefe e precisa repreender alguém, não faça isso na frente dos demais;

°seja notado pela dedicação ao seu trabalho e não pelas roupas extravagantes que possa estar usando, diàriamente.

continua…

Reunião


A reunião de pessoas em grandes comunidades pode ser um fato natural, como no caso de uma família, ou algo artificial, como no caso de um estado. A família reúne-se em torno do pai, como chefe. A continuidade desta reunião é alcançada através de sacrifícios aos antepassados, celebrações em que todo o clã se reúne. Os antepassados, graças à memória coletiva de seus descendentes vivos, se integram tão profundamente na vida espiritual da família que ela então não se deixa dispersar nem dissolver.

Onde é preciso reunir pessoas, forças religiosas tornam-se necessárias. Mas é também preciso que haja um líder humano como centro da reunião. Para poder reunir os outros, esse líder deve primeiro concentrar-se, integrando-se em si mesmo. Só reunindo forças morais se pode unificar o mundo. Esses períodos de unificação deixarão um legado de importantes realizações. No âmbito social a época da Reunião exige grandes empreendimentos.

Quando a água se acumula no lago até ultrapassar o nível da terra, há risco de um rompimento. Deve-se tomar precauções para evitá-lo. Do mesmo modo, quando um grande número de homens se reúne, desentendimentos tendem a surgir; onde acumulam-se muitos bens, roubos tendem a ocorrer. Os infortúnios humanos muitas vezes resultam de acontecimentos inesperados, contra os quais não foram tomadas precauções.

Em épocas de Reunião não se devem escolher caminhos de forma arbitrária. Há forças secretas atuando de modo a reunir aqueles que se correspondem. É preciso deixar-se conduzir por esta atração.

Fonte:

I Ching, o Livro das Mutações, Richard Wilhelm, Editora Pensamento Ltda.