Os Chakras


Chakra, em sânscrito, significa: “roda, centro de energia sutil”.

Para muitos, são centros de energia que existem em nosso corpo e que transportam energia vital (prana). Falam que existem, em torno, de 88 mil chakras no corpo humano, dentre os quais, se salientam 7 chakras magnos, 12 chakras grandes e os outros divididos em médios e pequenos.

Os principais (os 7 magnos) se situam nos plexos, que são na verdade, interconexão de nervos, vasos sanguíneos ou vasos linfáticos. Esses canais de energia irradiam três cores (vermelho, azul e amarelo), cuja combinação proporciona uma grande quantidade de tons e matizes.

Características dos sete Chakras principais:

Coronário (coroa) – alto da cabeça – violeta

Frontal    –    fronte    –   azul índigo

Laríngeo   –   garganta   –   azul claro

Cardíaco   –   coração   –   verde

Umbilical   –   plexo solar   –   amarelo

Esplênico   –   baixo ventre   –   laranja

rádico   –   base coluna   –   vermelho

Poderes com os Chakras abertos

Coronário   –   clarividência/mediunidade   –   universo       cósmico

Frontal   –   clarividência   –   todos

Laríngeo   –   clariaudição/clariolfatismo   –   éter

Cardíaco   –   amor universal   –   ar

Umbilical   –   plano astral   – fogo

Esplênico  –  domínio dos elementos   – água

rádico   –    força Kundalínica   –   terra

Pedras dos Chakras

Coronário   –   magenta, quartzo branco, pirita

Frontal – cristais brancos, ametista, lazuli

Laríngeo – safira azul, ágata marinha

Cardíaco – esmeralda, quartzo rosa

Umbilical – topazio

Esplênico – quartzo laranja, calcita

Rádico – rubi vermelho, ágata vermelha, granada vermelha

Chakras e glândulas do corpo humano

Coronário – glândula pineal

Frontal – glândula pituitária

Laríngeo – glândulas tireóide e paratireóide

Cardíaco – timo

Umbilical – pâncreas

Esplênico – glândulas suprarenais

Rádico – ovários e testículos

Kundalini – A ponte da consciêntização

Kunda, em sânscrito, quer dizer curva, forma circular.

Segundo os orientais, a energia vital de natureza sexual, está presa na base da coluna vertebral, enroscada como uma serpente.

A palavra Kundalini deriva de uma palavra em sânscrito que significa, literalmente, enroscar-se como uma cobra.

Pode ser despertada e assim eleva-se até aos Chakras superiores (coronário e frontal) alimentando todos os demais Chakras em seu trajeto de subida.

É considerada “a energia espiritual que permanece adormecida na base da coluna vertebral de todos os seres humanos”

Fonte: Biopsícoenergética – Lívio Vinardi

A Yoga – Terra Michael

Blog Espiritualismo – Beraldo Lopes Figueiredo

Anúncios