Amigo João


 

 

Fui te ver e não gostei da tua sisudez, do teu silêncio, da tua acalmia. Recordei das tuas gargalhadas, dos nossos momentos como amigo e como colega nas festas de gala do Rio Negro, na sala de Anatomia da Faculdade de Medicina.

Fiquei triste, companheiro! Já não estás mais conosco neste plano terreno.

Mas, sabe, João, fiquei tão feliz por que sei que “viajastes” para fazer companhia ao nosso Pai maior. Ah, meu amigo, João Felix Seffair, deixastes aqui muitas pessoas tristes, porém, também, ficou um legado de amor, de ensinamentos, de erros e acertos, de vida vivida.

Que a Paz esteja contigo!

SE A MONTANHA NÃO VEM A MAOMÉ, MAOMÉ VAI À MONTANHA

Esta frase foi originalmente dita pelo fundador do Islamismo, o profeta Maomé (570-632). Significa preferir o simples ao complicado.

Durante 15 anos, este grande líder refletiu sobre o projeto de organizar todos os árabes sob rígidas Leis, combinando religião, política e moral. Converteu a muitos, mas teve também que enfrentar inimigos poderosos, refugiando-se em Medina, no ano de 622.

Essa fuga, chamada de Hégira, marca o começo da Era Muçulmana.

Fonte: De onde vêm as palavras, Deonísio da Silva/Ministério da Cultura/FUNARTE-Editora Mandarim.

Anúncios

Um comentário sobre “Amigo João

  1. Amigo, muito grata pelas palavras de saudades ao grande homem que foi meu companheiro, parceiro , amigo, e amado, muito amado.apesar de me consciderar uma pessoa espiritualizada e de muita fé não tenho conseguido evitar a imensa tristeza e a imensuravel saudade. Que Deus te abençoi pela homennagem. com carinho. Zaíra

Os comentários estão desativados.